Panasonic alia-se à Re-food e reforça responsabilidade social

EmpresasNegócios

A Panasonic Portugal e a Re-food traçaram uma parceria que pretende otimizar a eficiência das operações realizadas pelos vários centros da organização sem fins lucrativos em Portugal. Este acordo alinha-se e potenciar a estratégia de responsabilidade social da empresa tecnológica. Em linha com os termos da aliança, a Panasonic, como a própria revela em comunicado,

A Panasonic Portugal e a Re-food traçaram uma parceria que pretende otimizar a eficiência das operações realizadas pelos vários centros da organização sem fins lucrativos em Portugal. Este acordo alinha-se e potenciar a estratégia de responsabilidade social da empresa tecnológica.

re-food panasonic

Em linha com os termos da aliança, a Panasonic, como a própria revela em comunicado, forneceu já material frigorífico para apoiar o trabalho desenvolvido pelo núcleo da Covilhã da Re-food, o 20º núcleo do país inaugurado no passado dia 6 de junho. Ainda, a empresa tecnológica contribuirá e marcará presença na corrida solidária Re-food, a decorrer no próximo dia 28 de junho, com o objetivo de apoiar o lançamento do núcleo de Alcântara. Ao longo do ano, a Panasonic marcará presença em diversos momentos da organização, e disponibilizará voluntários da sua equipa para ajudar a potenciar os resultados desenvolvidos pela organização.

A Re-food é uma iniciativa comunitária independente, de cariz totalmente voluntário, formada por cidadãos e integrada numa IPSS (Instituição Particular de Solidariedade Social). A missão da organização consiste na recuperação de comida em boas condições para alimentar pessoas necessitadas.

“É um motivo de orgulho fechar uma parceria com uma organização de causas tão nobres como a Re-food, que gera um impacto e um valor tão grande para a comunidade”, comenta Luís Caldas, CEO da Panasonic Portugal. “Para a Panasonic, é fundamental promover e envolver-se em projetos que visam contribuir para a sociedade de uma forma responsável e com impactos positivos em torno do serviço prestado à comunidade”.

Já a Re-food, na voz do seu fundador Hunter Halder, acredita que “só pode atingir a sua missão se envolver todos os membros da comunidade”.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor