Orçamento de TI este ano deve aumentar 4,5 por cento

Negócios

Os CIO de grandes e médias empresas europeias e norte-americanas vão gastar em 2014 mais 4,5 por cento do que gastaram em produtos e serviços de Tecnologias da Informação durante o ano passado. Os dados são de um estudo da Morgan Stanley que prevê que este crescimento prolongue a tendência de incremento verificada em 2013,

Os CIO de grandes e médias empresas europeias e norte-americanas vão gastar em 2014 mais 4,5 por cento do que gastaram em produtos e serviços de Tecnologias da Informação durante o ano passado.

The-Consumable-Technology-Era-And-Virtual-DesktopsOs dados são de um estudo da Morgan Stanley que prevê que este crescimento prolongue a tendência de incremento verificada em 2013, durante o qual se registou uma taxa de 4,6 por cento, a maior desde 2008.

As prioridades de orçamento concentram-se à volta dos cloud computing, sistemas de ERP e análise de software. O estudo foi realizado a 150 CIO (cem dos Estados Unidos e 50 da Europa) de empresas que registam uma faturação anual entre os 500 milhões e 20 mil milhões de dólares (367,3 milhões a 14,7 mil milhões de euros). O aumento previsto é semelhante ao crescimento verificado no ano passado.

O estudo “Entering 2014 With a Head of Steam: 2013 IT Budget Strength Expected to Sustain” revela que estava previsto para  2013 um aumento de 4,3 por cento nos gastos com TI, mas a taxa de incremento foi mais acentuada chegando aos 4,6 por cento.

Os gastos com computadores pessoais, dispositivos móveis, consultoria e outsourcing estão na parte inferior da lista de prioridades dos CIO. O estudo conclui ainda que houve um aumento dos gastos com cloud computing em detrimento do investimento em servidores e equipamento de armazenamento, que os gastos empresariais deverão cair à medida que cresce a popularidade das políticas de BYOD, e que os CIO planeiam aumentar ligeiramente a percentagem da base instalada de PC a atualizar em 2014, com o fim do suporte ao Windows XP previsto para o próximo mês de abril.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor