Orange nega acordo com a Vivendi para compra da Telecom Italia

EmpresasNegóciosOperadoresRedes

Operadora francesa nega que chegou a acordo com a Vivendi para comprar uma percentagem da Telecom Italia. Notícia tinha sido avançada por uma revista francesa. Vivendi detém 24,7 por cento da Telecom Italia.

A Orange negou ter chegado a acordo com a Vivendi para a aquisição de uma percentagem da gigante dos media Canal Plus e da Telecom Italia. A notícia tinha sido avançada pela Challenges, uma revista francesa.

A revista em questão avançou com o rumor de um potencial negócio entre a Vivendi, que detém 24,7 por cento da Telecom Italia, e a Orange. Nos últimos meses, a Orange tem procurado novas formas de competir com outros negócios, como o Netflix e a Amazon.

Sem citar nenhuma fonte, a Challenges noticiou um “negócio secreto” entre a Orange e a Vivendi, onde a operadora iria comprar 20 por cento do Canal Plus, o canal pago da Vivendi, e separadamente a Orange iria ficar com ações da Telecom Italia que, atualmente, são propriedade da Vivendi.

Segundo a Reuters, um porta-voz da Orange afirmou que a operadora está a “discutir com todos os players de conteúdo num setor que está constantemente a evoluir, mas o grupo nega formalmente que chegou a um acordo secreto com a Vivendi incluindo o Canal Plus e a Telecom Italia”. Um porta-voz da Vivendi recusou comentar o alegado acordo secreto.

A Vivendi tem assegurado parcerias com grupos de telecomunicações para aumentar a distribuição dos seus conteúdos. Já a Orange, que se foca no fornecimento de internet de alta velocidade, enfrenta uma nova competição do SFR Group que oferece aos seus clientes o seu próprio conteúdo de televisão, incluindo a Premier League, por exemplo.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor