Oracle compra especialista em nuvem para a construção civil

CloudEmpresasNegócios

A Oracle anunciou a aquisição da especialista em nuvem Textura, uma empresa que se dedica à gestão de contratos e pagamentos para o sector da construção. O negócio vale 586 milhões, que serão pagos em dinheiro.

Para a Oracle, esta é uma aquisição que irá reforçar a sua oferta Primavera, uma suite de soluções na nuvem dedicada precisamente à gestão de projetos na construção. Os principais produtos desta oferta foram completamente redesenhados para a nuvem e agora irão ser fundidos com os da Textura. A empresa anunciou a criação da unidade de negócio global Oracle Engineering and Construction, que irá “oferecer uma plataforma completa e baseada na nuvem de gestão de projetos e execução”, capaz de gerir todas as fases de engenharia e construção.

Segundo o comunicado da Oracle, os serviços da Textura já processam 3 mil milhões de euros para mais de seis mil projetos por mês. O intuito do software é ajudar a manter os projetos dentro do orçamento definido e a terminarem no prazo, reduzindo o risco para os construtores e empreiteiros.

O modelo de serviço oferecido pela Textura é por subscrição na nuvem, em que as empresas de engenharia e construção pagam conforme a atividade e os projetos que têm. Por outro lado, diz a Oracle, o nível de utilização dos serviços da Textura na nuvem “cria um efeito de rede que beneficia todos os participantes, visto que mais de 85 mil empreiteiros e subempreiteiros estão conectados à plataforma.”

“A industria de engenharia e construção, que está cada vez mais global, requer modernização digital de forma a automatizar os processos manuais e adere ao poder da computação na nuvem para facilmente conectar o local da construção, reduzir ultrapassagens do orçamento e melhorar a produtividade”, comenta Mike Sicilia, diretor geral de da unidade de Engineering and Construction Global da Oracle. “Juntas, a Textura e a Oracle Engineering and Construction terão o conjunto mais completo de serviços na nuvem da indústria.”


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor