Oracle apresenta solução Webcenter em seminário

CloudEmpresasNegóciosServidores

O Seminário da Oracle sobre a Webcenter, realizado hoje, teve como interlocutores Kulvinder Hari, Rui Ventura, Alexandre Vieira, Emanuel Moreira e Francisco Moreno que apresentaram soluções da Oracle. O Director Fusion Middleware Product Manager da Oracle Kulvinder Hari abordou a importância do conceito de inovação, servindo-se de uma personagem virtual chamada “Peggy” para demonstrar os

Rui Damião com Pedro Enguião-01

O Seminário da Oracle sobre a Webcenter, realizado hoje, teve como interlocutores Kulvinder Hari, Rui Ventura, Alexandre Vieira, Emanuel Moreira e Francisco Moreno que apresentaram soluções da Oracle.

File photograph of an Oracle signage at Oracle OpenWorld 2012 event in San Francisco

O Director Fusion Middleware Product Manager da Oracle Kulvinder Hari abordou a importância do conceito de inovação, servindo-se de uma personagem virtual chamada “Peggy” para demonstrar os objetivos da empresa quanto aos mercados. A Oracle pretende expandir os seus mercados através da inovação, utilizando conceitos como a proteção da marca, a expansão da marca independentemente do local geográfico e ainda a necessidade de conseguir lucro financeiro e económico através dessa mesma expansão geográfica. Uma expansão comedida, assente no valor da mobilidade, em que cada utilizador pode consultar os seus serviços em qualquer parte do planeta.

A concretização destes objetivos, segundo Hari, deve ser assente na partilha de informação de forma eficiente e deve facilitar a acessibilidade de informação (através de experiências online) em que é importante facilitar o acesso no site ao utilizador para que ele não deixe de visitar esse mesmo site.

Hari abordou ainda a necessidade de se unificar os servidores de modo a tornar mais intuitiva e simples a experiência de consulta de sites com Webcenter por parte dos clientes do serviço. 72 por cento das organizações mundiais possuem três ou mais servidores de gestão de conteúdo, de repositórios ou ainda de sistemas de gestão de documentos. Ora, a proposta da Oracle é precisamente unir estes servidores e criar informação mais compacta, eficiente e útil na ótica do utilizador.

A segunda apresentação ficou a cabo de Rui Ventura, presidente da Associação Portuguesa de Profissionais de Marketing, que lançou um discurso sobre os desafios do marketing no panorama atual mundial das empresas. Para Ventura, a relevância e as estratégias a usar para colocar anúncios na Internet é fulcral. “Os conteúdos devem ser partilhados à medida do público-alvo, caso contrário agirão apenas como ruído e não terão qualquer relevância para os utilizadores da Internet”.

Alexandre Vieira aproveitou a conferência de Kulvinder Hari para reforçar a importância da automatização de tarefas e processos de modo a proporcionar ao utilizador o acesso a todo o tipo de informação em qualquer lugar, a qualquer hora. Referiu também a importância do conceito de BPM, ou Business Process Management, um conceito que representa a união da gestão de negócios com TI na otimização dos resultados das organizações através da melhoria dos processos de negócio. “O negócio nunca para”, segundo Vieira. O Middleware Sales Consultant  Manager da Oracle abordou também a importância da adaptabilidade dos sistemas empresariais que devem facilitar a flexibilidade entre profissionais. As capacidades sociais das empresas são aspetos que também não devem ser menosprezados e, nesse sentido, as marcas devem preservar da melhor forma possível a imagem da mesma nas redes sociais.

A ausência do papel nesta nova era digital foi vista com especial importância, numa era em que impera a faturação e processos eletrónicos  que fazem com que a informação seja reunida e preparada para os utilizadores com muito maior facilidade e simplicidade.

Emanuel Moreira, Principal Sales Consultant da Oracle, falou da importância dos portais. As páginas web têm evoluído ao longo do tempo, desde as páginas estáticas, até aos Portlets e Mash-ups, para o conteúdo gerado pelo utilizador e, por fim, para os sites Mobile e de Social Media. As marcas e empresas devem melhorar a experiência do utilizador, dando acesso para mais serviços e aplicações online, uma maior experiência de utilizador para processos de negócio e uma direcção única para os mesmos utilizadores. Estes utilizadores podem ser tanto clientes como os próprios empregados da empresa. É, também, importante fornecer aos acionistas a habilidade de customizar e modificar conteúdo se for necessário.

As ferramentas de desenvolvimento e expetativas também têm vindo a evoluir. Atualmente, as arquiteturas orientadas para web centram-se no HTML 5, nos gadgets, num suporte inteligente para dispositivos, num rápido desenvolvimento e sites convergentes. A visão da Oracle, e é aí que entra a solução Oracle Webcenter, é diferenciar, inovar e simplificar, “standartizando”, fazendo aplicações para o core das empresas e consolidar.

Por último falou Francisco Moreno, Project Manager do Real Madrid C.F. que começou a palestra com um vídeo criativo da estratégia de marketing empreendida pelo clube. No vídeo observa-se a importância da gestão de conteúdos e ainda a gestão de tipos de adeptos, em que essa mesma gestão deve ser feita a partir de grupos como os heavy fans (os adeptos fervorosos do clube, que possuem lugar cativo e normalmente vão ver os jogos ao Santiago Bernabéu) e os digital fans (adeptos que vivem emoções do clube a partir de outros países e que normalmente são fãs ocasionais do clube). Os digital fans normalmente contactam com a realidade do clube a partir de e-Commerce, Social Media, Smart TV, apps mobile e ainda através do website do clube. Moreno terminou a apresentação com a apresentação de um paradigma: “necessidade de transformar o conceito de seguidor em visitante”.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor