Opinião | Como guardar as suas memórias de Verão em segurança?

Data-StorageSegurança
0 0 Sem Comentários

Certificar-se que nunca perderá filmagens pessoais devido a imprevistos requer um plano à prova de falhas.

* responsável de Marketing da Toshiba Europa, Divisão de Periféricos de Armazenamento

Nas férias de Verão milhões de pessoas tiram fotografias e fazem vídeos digitais para registarem as suas memórias de verão, quer para as guardarem para a posteridade quer para partilhar com família e amigos. E se para a maior parte de nós trata-se apenas de captar algumas imagens, colocá-las no Facebook ou Instagram e esquecê-las, outros saberão, por dolorosas experiências pessoais, que acontecimentos imprevisíveis e acidentes podem significar a perda de todos os preciosos dados pessoais, que poderão nunca vir a ser recuperados.

Líquido derramado, vírus, eliminação involuntária, picos de energia, falhas no disco rígido, defeitos do dispositivo, sobreaquecimento ou acidentes com fogo e desastres naturais são tudo exemplos de incidentes que não podemos controlar e que nos podem roubar os nossos dados.

Portanto, para proteger essas fotos e vídeos insubstituíveis, é importante montar uma ‘estratégia de segurança’ antes de viajar, de modo a que ninguém regresse a casa com a dor de ter perdido todos os seus melhores momentos. As mais recentes tecnologias de armazenamento oferecem agora uma vasta gama de opções para armazenamento à distância.

Equipamentos de armazenamento sem fios

A maioria das pessoas estará familiarizada com a utilização de discos rígidos como local de armazenamento, mas novos desenvolvimentos nesta tecnologia oferecem ao consumidor o benefício de uma vasta gama de produtos de armazenamento sem fios, que estão disponíveis em versões de HDD ou SSD. O fator de diferenciação destes produtos é que eles agem como ponto ativo de Wi-Fi, no qual uma série de diferentes dispositivos podem conectar-se em simultâneo.

A funcionalidade sem fios permite a partilha e o acesso através de múltiplos dispositivos ao mesmo tempo, ou a partir de um portátil ou tablet, sem a necessidade de ligação física a cada equipamento individual ao introduzir ou recolher informação.

Isto pode ser ideal para guardar dados em locais diferentes sem perder tempo no processo. Alguns fabricantes incluem uma ranhura para cartão SD nos seus produtos de armazenamento sem fios. Isto permite um fácil armazenamento de fotografias a partir de câmaras que careçam de ligação física e evita ao utilizador a necessidade de transportar um portátil consigo.

A maioria destes dispositivos externos sem fios é compacta, fácil de transportar e têm autonomia de até oito horas antes de necessitaram ser recarregados. Ao contrário dos discos rígidos do passado, a maioria deles permite o streaming de vídeos sem buffering e normalmente oferecem uma maior capacidade de armazenamento. Outro benefício da utilização destes dispositivos é que eles podem oferecer opções rápidas de partilha de arquivos entre iOS e Android sem ter que passar primeiro por um PC e iTunes.

Cartões MicroSD

Ao viajar, a última coisa que as pessoas querem é ter de carregar mais um volume de bagagem. Mas o cartão MicroSD pode ser uma exceção: medindo cerca de um centímetro quadrado e pesando apenas algumas gramas, estes cartões, que atualmente têm capacidade até 128 GB, podem ser introduzidos facilmente num telefone ou tablet e utilizados para armazenar até 73.200 fotos ou até 16.000 minutos de imagens de vídeo. Há outras vantagens – são normalmente impermeáveis à água e resistentes a alguns elementos a que possam estar expostos durante a viagem, como os raios X de inspeção de bagagens.

Apesar da capacidade de memória, a sua pequena dimensão física leva a que facilmente possam perder-se quando retirados de um equipamento. E claro, se um telemóvel é roubado com todas as fotos armazenadas num MicroSD instalado no equipamento, a informação continuará perdida. Outro aspeto a considerar é que os dispositivos não incluem ranhuras para cartões SD, uma vez que estas existem apenas em tablets ou telefones Android.

Armazenamento na Cloud e software de acesso remoto

Armazenamento na Cloud é uma solução para o risco associado ao armazenamento de dados num telefone físico, tablet ou portátil – mesmo se um equipamento está estragado ou perdido, a informação ainda está disponível em servidores remotos e está apenas a uma palavra-passe e nome de utilizador de distância. Serviços de armazenamento na Cloud conhecidos, como SkyDrive, Dropbox, PogoPlug, Google Drive, Microsoft OneDrive e iCloud permitem a sincronização automática e a cópia de segurança, pelo que, assim que uma imagem é captada, ela é simultaneamente enviada para a Cloud.

Guardar imagens e vídeos na Cloud pode parecer a solução perfeita, mas exige uma coisa – uma ligação à internet de confiança e razoavelmente rápida. Contudo, em viagem, isto não está sempre garantido, mesmo em países e lugares considerados tecnologicamente ‘avançados’. Outra possível questão é a da segurança – nem todos se sentem confortáveis em confiar os seus dados a uma localização desconhecida. Confrontados com o risco das falhas de segurança das palavras-chave e incidentes com piratas informáticos, alguns optam pelos clássicos HDDs ou SSDs que lhes permitem um maior controlo sobre os seus dados.

E assim como é essencial planear as viagens, a alimentação e o alojamento com antecedência para as importantes férias de verão, é igualmente importante ter um plano viável para garantir que os entusiastas da fotografia tenham tanto espaço livre quanto possível. Isso significa que eles poderão aceder aos conteúdos mais queridos e que momentos há muito esperados podem ser gravados em vídeo sem se preocuparem com o espaço de armazenamento. Gastar alguns minutos por dia a guardar essas recordações não só pode garantir a segurança dessas memórias, como também libertar espaço para as memórias do futuro.