Operadoras portuguesas dão arranque à pré-venda de iPhone 6s e 6s Plus

MobilidadeOperadoresRedesSmartphones

A Vodafone Portugal e a MEO deram hoje início ao período de pré-compra dos novos iPhone 6s e 6s Plus. Os consumidores podem já reservar o seu smartphone Apple nos portais de e-commerce das operadoras, mas os preços não são para todas as carteiras.

À meia-noite desta sexta-feira, a Vodafone Portugal arrancou com a fase de pré-compra dos mais recentes modelos do iPhone da Apple. No website da empresa, o iPhone 6s custa 729,89 euros (16 GB) ou 839,91 euros (64 GB), ambos já com um desconto online de 10 por cento incluído. Por outro lado, o 6s Plus, que apenas está disponível com uma memória de 16 GB, custa 829,91 euros, também com a mesma redução.

Os equipamentos estão, naturalmente, vinculados à rede Vodafone, mas a operadora, a própria página de apresentação dos novos iPhone, por debaixo da lista de especificações, apresenta uma hiperligação que nos redireciona para uma secção do site onde estão explicadas as condições de desbloqueio do aparelho. Os dispositivos desbloqueados, sem qualquer compromisso de permanência, são vendidos a um preço 25 por cento superior ao do mesmo dispositivo vendido bloqueado à rede Vodafone.

Mas se o utilizador comprar o aparelho bloqueado e quiser, mais tarde desbloqueá-lo, poderá fazê-lo em qualquer altura, segundo o website da Vodafone. O preço do desbloqueio é calculado pela diferença entre o valor do equipamento desbloqueado (preço do aparelho bloqueado acrescido de 25 por cento) e o preço pago pelo consumidor na altura da compra, valor registado na fatura e que inclui, a existirem, descontos, abatimentos e subsidiações.

A MEO, por seu lado, apresenta uma oferta mais ampla e planos de pagamento a prestações. No entanto, os preços são mais elevados, por comparação com os praticados pela Vodafone Portugal.

Na loja online desta operadora, o 6s de 16 GB custa 748,99 euros, ou 23 euros por mês, durante 24 meses, com uma entrada inicial de 206,99 euros. O de 64 GB é vendido a 858,99 euros, ou a 28 euros por mês, durante 24 meses, com entrada inicial de 196,99 euros. Por fim, o 6s de 128 GB, que a Vodafone Portugal, pelo menos para já, não comercializa, custa 968,99 euros, ou 32 euros por mês, durante 24 meses, com entrada inicial de 210,99 euros.

Analisemos agora os iPhone 6s Plus. O de 16 GB é vendido pela MEO a 858,99 euros, ou a 28 euros por mês, também durante 2 anos, com entrada inicial de 196,99 euros. O de 64 GB, que a Vodafone Portugal também ainda não vende, custa 968,99 euros, ou 32 euros por mês, durante 2 anos, com entrada inicial de 210,99 euros.

Nenhuma das duas operadoras vende ainda o iPhone 6s Plus de 128 GB.

A NOS, por outro lado, não apresenta os preços de nenhum dos novos iPhone, nem tão pouco apresenta quais as versões que venderá, dizendo apenas que os dispositivos estarão disponíveis na NOS a partir de dia 9 de outubro. Na sua página online, a operadora portuguesa pede para que os interessados em receber “em primeira mão todas as informações sobre o lançamento dos novos iPhones 6s e 6s Plus na NOS” preencham um formulário de contacto, com nome, número de telemóvel e endereço de email.

Apesar das diferenças de preços, podemos verificar que estes iPhone 6s e 6s Plus não são para todas as carteiras e ficam além das possibilidades do cidadão comum, pelo menos nesta fase de lançamento. No entanto, e embora os seus preços seja um pouco acima dos da Vodafone, a MEO apresenta um catálogo mais forte do que a concorrente e os planos de prestações são uma boa estratégia para atrair um maior número de compradores.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor