OLAmobile abre novo escritório em Portugal

e-MarketingInovaçãoInvestigaçãoMobilidadeNegócios

A OLAmobile, empresa multinacional de global mobile marketing, continua a apostar em Portugal tendo aberto o segundo escritório em território nacional e feito uma parceria com a Universidade do Minho.

A nova sucursal vai ser a “casa” da primeira equipa técnica da empresa em Portugal e situa-se na área de Guimarães. Este novo escritório corresponde a um investimento total de 721.888,81 euros e à criação de 5 postos de trabalho.

A equipa técnica portuguesa junta-se à do Luxemburgo e Roménia e terá como objetivo prever qual o melhor produto móvel a mostrar ao utilizador final, de modo a otimizar os interesses dos anunciantes, webmasters e criadores de conteúdos móveis e também dos próprios utilizadores finais.

A parceria com a Universidade do Minho (UM) vai consistir na realização de um projeto de investigação que visa desenvolver um novo algoritmo automático para a Previsão e Otimização de campanhas publicitárias para dispositivos Móveis em modelo de Subscrição (PROMOS). Este projeto vai criar duas bolsas de doutoramento e duas bolsas de mestrado na Escola de Engenharia da Universidade.

“Portugal tem-se demonstrado bastante importante para a estratégia de crescimento da OLAmobile que acolhe agora uma equipa técnica. A abertura do novo escritório permite-nos focar na aprendizagem automática e inteligência artificial, e oferecer um caminho para algoritmos inteligentes identificarem novos padrões e realizarem decisões de negócios mais rápidas e eficazes. Esta é uma lacuna que existe em termos tecnológicos, pelo que o timing para o desenvolvimento deste projeto com a Universidade do Minho é perfeito. O objetivo é o de constituir uma vantagem competitiva sobre os restantes concorrentes e atingir a liderança tecnológica no nosso mercado de atuação, a nível global e o know-how que encontramos em Portugal e na Universidade do Minho garante-nos a especialização que procuramos.” referiu Antoine Moreau, CEO da OLAmobile, em comunicado.

Paulo Cortez do Centro de Investigação ALGORITMI e coordenador do projeto na UM afirmou que o centro, “tem um forte know-how nas áreas de Análise Inteligente de Dados e Business Intelligence, que é um aspeto central deste projeto.”  Para o investigador, esta cooperação vai trazer benefícios a longo prazo, “a própria economia local vai crescer e expandir-se, mesmo numa fase posterior ao projeto.”

O projeto da OLAmobile, que inclui o novo escritório e a investigação em conjunto com a UM, foi apoiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional da União Europeia, pelo Programa Portugal 2020 e pelo Programa Operacional Regional do Norte (Norte2020) no montante de 564.610,22 euros, em virtude de promoverem a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor