OKI Europe reorganiza operações comerciais

Empresas

A empresa agrupa todas as suas operações comerciais na região da Europa, Médio Oriente e África

Com o objetivo de oferecer aos seus parceiros e clientes  operações mais ágeis e de elevada capacidade de resposta, a OKI Europe vai congregar todas as suas operações comerciais na região da Europa, Médio Oriente e África (EMEA), com exceção da Rússia. Desta forma, o seu atual grupo de empresas na EMEA passa a estar reunido sob uma única entidade jurídica. A fusão transfronteiriça terá lugar no dia 1 de janeiro de 2018, com a Polónia e a Finlândia a juntarem-se à nova estrutura mais tarde, durante o mesmo mês.

Em comunicado a OKI transmitiu que há já algum tempo tem vindo a mover-se no sentido de uma única estrutura organizacional, mais unida, com processos de back-office consistentes e programas de vendas e marketing mais eficientes e eficazes, incluindo iniciativas em toda a região EMEA como lançamentos de produtos, campanhas de marketing e incentivos para revendedores. A empresa acredita que ao substituir as múltiplas e diversas atividades de entidades jurídicas distintas por uma única estrutura simplificada alcançará maior agilidade e uma relação mais próxima tanto com o canal como com os clientes finais, suportada por uma organização maior capaz de oferecer mais estabilidade.

 «Ao trabalharmos num ambiente extremamente competitivo no qual os requisitos dos clientes estão em constante em mudança, reconhecemos a necessidade de nos identificarmos como marca credível. A organização das nossas operações de vendas no seio de uma única entidade jurídica, com uma estrutura mais simples e uma abordagem mais coerente, vai ajudar-nos a reforçar a confiança dos nossos clientes e a garantir a flexibilidade adequada para responder às suas diferentes necessidades” afirma Dennie Kawahara, Diretor Executivo da OKI Europe Ltd.

 «Cremos que como empresa a OKI Europe tem demonstrado esta flexibilidade. Ao evoluirmos as nossas linhas de produtos à medida que se produziam mudanças no setor provocadas pela revolução digital e exigências específicas mantivemos sempre a nossa elevada qualidade a preços acessíveis. Agora, enquanto uma só entidade, acreditamos que esta decisão vai reforçar a nossa capacidade de servir os nossos clientes e parceiros de forma mais consistente, eficaz e ágil, e estamos numa boa posição para avançar com maior confiança como uma única operação sólida e forte”.