Oi quer processar Henrique Granadeiro

OperadoresRedes

A Oi quer processar Henrique Granadeiro, ex-presidente da PT , pela carta enviada à CMVM e à assembleia-geral da PT SGPS, em que defendia que a PT tinha o direito de negociar a fusão com a operadora brasileira. A operadora brasileira quer levar o caso aos tribunais, adiantando que pretende processar Henrique Granadeiro, pelo conteúdo revelado

A Oi quer processar Henrique Granadeiro, ex-presidente da PT , pela carta enviada à CMVM e à assembleia-geral da PT SGPS, em que defendia que a PT tinha o direito de negociar a fusão com a operadora brasileira.

OI

A operadora brasileira quer levar o caso aos tribunais, adiantando que pretende processar Henrique Granadeiro, pelo conteúdo revelado na carta.

A informação sobre a correspondência de Henrique Granadeiro com o regular e a administração da PT foi noticiada pelo Diário Económico que, entre outras informações, revelava que Granadeiro acusou ainda a PT Portugal de saber aquilo que se passava no negócio de investimento da Rioforte.

Zeinal Bava acumulava os cargos de presidente do conselho de administração da PT e de presidente da Oi. Já Luís Pacheco de Melo acumulava o cargo de Chief Financial Officer da PT SGPS com o de vice-presidente da operadora brasileira.

De acordo com Henrique Granadeiro, era impossível “defender que a Oi não tinha conhecimento de operações cujos presidente e vice-presidente da PT Portugal conhecimento e/ou ordenavam”, uma vez que as pessoas são “indivisíveis”, disse o ex-presidente da PT.

A PT Portugal passou a pertencer à Oi a 5 de maio do ano passado. Está em vias de passar para as mãos da operadora francesa Altice, faltando só a reunião extraordinária de acionistas da PT SGPS, que foi adiada esta segunda-feira, passando para o dia 22 de janeiro, para dar luz verde à venda.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor