Oeiras lança aplicação oeirasEu.pt

AppsMobilidade

O Município de Oeiras anunciou o lançamento da aplicação OeirasEu.pt, uma plataforma online que tem por objetivo aproximar os órgãos da autarquia dos cidadãos, disponibilizando nos smartphones o serviço, já existente na web, ‘O Meu Bairro’.

A app foi lançada em parceria com a NOS e a Universidade Nova de Lisboa e a apresentação decorreu, ontem, com a presença de Paulo Vistas, presidente da Câmara de Oeiras, Manuel Ramalho Eanes, administrador executivo da NOS e Miguel de Castro Neto, subdiretor da  Nova Information Management School.

“Esta é também uma forma de reforçar o sentimento de pertença dos cidadãos a Oeiras e simultaneamente uma forma inteligente e eficiente de gerir a cidade”, afirmou Paulo Vistas, Presidente da Câmara Municipal de Oeiras

A WebApp ‘O Meu Bairro’, disponível a partir de hoje em OeirasEu.pt, permite que qualquer pessoa, em qualquer momento, possa identificar um problema num determinado local do concelho e comunicá-lo para que a Câmara Municipal possa alocar uma equipa que fique responsável por dar solução à situação reportada.

Quando uma ocorrência é reportada à CMO, é possível acompanhar a sua regularização sendo que existem 3 estados, o verde significa que está resolvida, o laranja indica que está em análise e o vermelho mostra que o problema ainda não foi encaminhado.

A aplicação apresenta, ainda, outras funcionalidades tais como a compra de senhas de refeições escolares, o pagamento do estacionamento, o espaço cidadão, o Oeiras Beachcam e, brevemente, informação sobre os locais onde há WiFi gratuito.  No futuro, estão previstas novas opções como acesso à agenda de sessões públicas, solicitação de recolha de monos, acesso aos serviços camarários e aos serviços do programa ‘Oeiras Está Lá’.

“Oeiras está nas melhores condições para se tornar um exemplo de cidade inteligente em Portugal”, referiu, por sua vez Manuel Ramalho Eanes, administrador executivo da NOS.

“Este é um passo estruturante da transformação digital da cidade. Aliás, a informação que esta plataforma agrega é um laboratório vivo do que serão as novas cidades analíticas”, afirma Miguel de Castro Neto, da Nova Information Management School.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor