Oculus está a trabalhar numa versão standalone do Rift

InovaçãoWearable
0 0 Sem Comentários

A Oculus, que pertence ao Facebook, está a trabalhar numa segunda versão dos Oculus Rift. Desta vez, será um dispositivo de realidade virtual independente, que funcionará sem ligação ao smartphone ou ao computador.

A novidade foi revelada pelo CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, no início do evento Oculus Connect 3, que está a acontecer em San Jose, Califórnia.

O executivo mostrou um vídeo com o protótipo do vestível, falando que o seu desenvolvimento ainda está muito no início. A intenção é permitir que o utilizador ande com os óculos de realidade virtual consigo, e também que possa movimentar-se no espaço virtual como no físico.

Não foi essa a única novidade do evento. A Oculus vai lançar seus controladores Touch já em dezembro, por 199 dólares, e auscultadores de fio para o wearable na mesma altura, por 49 dólares.

Sendo um evento para programadores, houve grande foco nos conteúdos e nas possibilidades que o ecossistema Oculus trará no futuro. Uma das mais interessantes é a criação de avatares, que o utilizador poderá personalizar. A ideia é tornar a utilização da realidade virtual numa atividade social, em que cada pessoa possa reconhecer os seus amigos através de avatares, ao mesmo tempo que expressa sua individualidade.

Mark Zuckerberg também anunciou que a companhia está a investir mais 250 milhões doláres no desenvolvimento de conteúdos, dobrando o que já havia injetado nesse setor.

Outra notícia interessante da apresentação de abertura foi a parceria assinada entre a Oculus e o Walt Disney Studios, que irão colaborar para “criar uma série de experiências baseadas nos  personagens mais conhecidos.”

Os Oculus Rift foram lançados no início de 2016 e tiveram um início um pouco conturbado, com atrasos na entrega e escassez de stocks. Por outro lado, os requisitos exigem computadores sofisticados e de preço elevado, motivo pelo qual a empresa anunciou algumas mudanças nesse campo e o surgimento de ofertas mais acessíveis, ea volta dos 500.dólares.

A apresentação pode ser vista aqui.

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor