Observador Cetelem: seniores portugueses já preferem Internet à televisão

Mobilidade
0 0 Sem Comentários

Os portugueses, entre os 50 e os 75 anos, já passam mais horas por semana a navegar na Internet (10h40) do que a ver televisão (10h10), diz o Observador Cetelem, este ano dedicado ao Consumo Sénior.

Ainda que abaixo da média europeia em termos de horas despendidas na Internet (13h15) e a ver televisão (13h45), a preferência dos seniores portugueses pelo meio digital, segundo o Observador Cetelem, contraria a tendência registada na Europa, em que a maioria continua a passar mais tempo em frente ao televisor.

observador cetelem

A preferência pela Internet é mais acentuada em Itália (Internet: 13h10 // TV: 10h55), na República Checa (Internet: 12h50 // TV: 10h15) e na Polónia (Internet: 10h45 // TV: 8h00), onde os seniores passam mais duas horas adicionais na Internet do que em frente ao televisor. Portugal já faz parte dos países onde os seniores passam mais tempo a navegar online, mas com uma diferença menor em relação ao número de horas passadas a ver televisão (Internet: 10h40 // TV: 10h10).

No total, Internet e Televisão ocupam 27 horas semanais aos seniores europeus, mais 20% do que as gerações mais jovens. Os ingleses são os que despendem mais tempo em frente aos ecrãs, registando 15h45 semanais passadas na Internet e 18h30 semanais a ver televisão, seguidos pelos franceses (Internet: 14h00 // TV:15h40) e pelos belgas (Internet: 13h45 // TV: 16h35).

Portugueses adeptos das Redes Sociais 

Portugal, França e Hungria são dos países europeus onde se regista uma forte adesão dos seniores às redes sociais, especialmente para manterem relações e acederem a fóruns onde têm contacto com outros internautas.

Os jogos online e os serviços digitais relacionados com mobilidade e saúde são também bastante procurados por este segmento. Enquanto a maioria dos seniores europeus recorre regularmente à Internet por motivos de utilidade (40%), muitos utilizam-na regularmente por motivos de lazer (29%) e 23% consideram-se mesmo híper-conectados.

«Com mais tempo livre do que os seus descendentes, os seniores portugueses consagram uma parte significativa do seu tempo à Internet e são cada vez mais exigentes com os serviços digitais. As primeiras gerações que utilizaram ferramentas digitais no contexto profissional já chegaram à reforma, logo estão completamente familiarizados com este meio. Esta presença assídua na Internet pode revelar-se uma oportunidade para os setores do marketing e da comunicação de produtos e serviços”, explicou em comunicado Diogo Lopes Pereira, diretor de marketing do Cetelem.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor