O que fazer com os nossos dados depois de morrermos

Segurança

O computador, o tablet ou o smartphone são instrumentos indispensáveis nas nossas vidas. É neles que armazenamos fotos, passwords, credenciais, acesso direto às redes sociais ou ao email. Embora este seja um assunto sobre o qual normalmente preferimos não falar, é importante saber o que fazer com todos os dados quando já não pudermos protegê-los.

O computador, o tablet ou o smartphone são instrumentos indispensáveis nas nossas vidas. É neles que armazenamos fotos, passwords, credenciais, acesso direto às redes sociais ou ao email. Embora este seja um assunto sobre o qual normalmente preferimos não falar, é importante saber o que fazer com todos os dados quando já não pudermos protegê-los. Já existem soluções de segurança que oferecem proteção para esses dados digitais.

security-ethernetO Google já vai um passo à frente neste campo. A empresa lançou recentemente uma funcionalidade chamada “Administrador de Contas Inativas” que permite aos utilizadores decidirem antecipadamente  como gostariam que ficasse a sua conta em caso de morte. Podem decidir que a sua informação é totalmente apagada após três, seis ou doze meses de inactividade ou conceder a outras pessoas concretas o acesso aos seus dados.

Tal como o Google, algumas redes sociais também oferecem funções similares. O gigante Facebook disponibiliza um formulário através do qual os nossos amigos ou familiares podem pedir à empresa que encerre o nosso perfil. Depois de receber o formulário, há duas opções: ou a nossa página é mantida aberta para que só o nosso círculo mais próximo possa vê-la ou é definitivamente encerrada.

Tendo em conta a importância que os dispositivos digitais têm assumido nas nossas vidas hoje em dia, todas as ferramentas ou funções que nos ajudem a planificar os próximos passos são úteis.

A Kaspersky Lab disponibiliza algumas medidas de segurança que nos ajudam a proteger os dispositivos e a informação neles contida.

Uma das sugestões desta empresa está relacionada com a forma como organiza os seus dados. Estes devem ficar bem organizados para que seja mais fácil para a pessoa que vai passar a coordená-los.

Outra sugestão é deixar a alguém de confiança as passwords que dão acesso aos seus dados. Deve deixá-las guardadas num local fechado e seguro.

Estas instruções podem parecer um pouco sinistras, mas são deveras importantes para a proteção dos nossos dados pessoais.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor