O início de Open Source Optical Forum

EmpresasNegóciosSoftware

A empresa Vello anuncia o início do Open Source Optical Forum (OSO). A empresa de gestão de recursos de rede, Vello, especialista em soluções de fornecimento de software e revolucionária em sistemas e serviços de TI anunciou o início do Open Source Optical Forum. O Fórum, talhado para o desenvolvimento de soluções e normas de optical

A empresa Vello anuncia o início do Open Source Optical Forum (OSO).

nsa-national-security-agency-developing-quantum-computerA empresa de gestão de recursos de rede, Vello, especialista em soluções de fornecimento de software e revolucionária em sistemas e serviços de TI anunciou o início do Open Source Optical Forum. O Fórum, talhado para o desenvolvimento de soluções e normas de optical networking em código aberto, oferece uma embalagem de soluções de tecnologia ótica sem precedentes destinada a uma próxima geração de data centers e fornecedores de serviços cloud.

O leque de membros iniciais do OSO incluem empresas como a Vello, a chinesa Accelink, Coadna, CrossFiber, O-net, Packetlight e Pacnet, com a perspetiva de que mais organizações se juntem nas próximas semanas.

O OSO representa simultaneamente um complemento ao crescimento de operadores de baseadas em Ethernet e Software Defined Networks (SDN). O chefe executivo da Vello Systems, Karl May afirma que “os clientes pedem por mais flexibilidade e novas ferramentas que lhes permitam o desenvolvimento e distribuição de soluções de TI”.

O software OSO inclui uma extensão ótica que faz parte do OpenFlow Version 1.4, da autoria da Vello na Fundação de Open Networking, o que significa que a base de OSO pode ser desenvolvida e configurada a partir da OpenFlow Ethernet, trocado a partir de um ecrã único, o que elimina os requisitos do complexo sistema ótico.

“A missão da Vello é fornecer um software que fundamentalmente altere os modelos de consumo de TI, à medida das necessidades das empresas e dos utilizadores individuais”, reafirma Karl May.

“O software OSO baseado em OpenFlow, combinado com operadores de equipamento ótico tem o potencial de alterar radicalmente o mercado de interconexão de data centers, o que permite o baixo custo de abordagem de ligação ótica que operadores buscam em ultima instância”, defendeu o analista principal, Ron Kline.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor