Novos processadores Intel para os data centers de amanhã

Data-StorageSoftware

A Intel deu hoje a conhecer a sua mais recente família de processadores Intel Xeon E5-2600/1600 v3, especialmente desenhados para atenderem às exigências das diversas cargas de trabalho e às incessantes evoluções dos centros de dados. Esta nova e aprimorada gama de processadores possibilita, comparativamente à linha de CPUs anterior, perfomances três vezes mais eficazes,

A Intel deu hoje a conhecer a sua mais recente família de processadores Intel Xeon E5-2600/1600 v3, especialmente desenhados para atenderem às exigências das diversas cargas de trabalho e às incessantes evoluções dos centros de dados.

intel processador E5 v3

Esta nova e aprimorada gama de processadores possibilita, comparativamente à linha de CPUs anterior, perfomances três vezes mais eficazes, uma superior rentabilidade energética e uma reforçada segurança.

Os processadores permitem, através do recurso à transmissão remota de dados, que a infraestrutura software defined (SDI) disponha de serviços com superior desempenho e resiliência.

Os novos membros da gama de processadores da Intel serão integrados em servidores e em estações de trabalho, bem como em infraestruturas de armazenamento e de networking, alimentando assim um amplo conjunto de cargas de trabalho, incluindo análise de dados, computação de elevado desempenho, telecomunicações e serviços baseados em cloud, e ainda processamento de back-end para a Internet das Coisas.

Diane Bryant, vice-presidente sénior e General Manager do Data Center Group da Intel, afirmou que “os novos processadores da Intel garantem um desempenho, eficiência energética e segurança incomparáveis, e disponibilizam, ainda, visibilidade dos recursos de hardware necessários para permitir uma infraestrutura software defined”.

A Intel investe ativamente na visão de um centro de dados automatizado, atuando os seus novos processadores Xeon E5-2600 v3 como elementos de melhoria das SDI.

Desta forma, os processadores permitem uma maior visibilidade do sistema, e a estreante funcionalidade de monitorização de cache torna possível a redução dos tempos de conclusão, mediante a atribuição e reequilíbrio de cargas de trabalho. Devido a esta nova característica, pode-se também realizar análises de anomalias de performances, geradas pela exacerbada competição pela mesma cache em ecossistema cloud.

Os novos processadores integram também sensores térmicos que, através da medição de temperaturas e do fluxo de ar, oferecem maior controlo e visibilidade.

A nova gama de processadores Intel Xeon E5-2600 v3, podendo ter até 18 cores por socket e 45 MB de cache, oferece até 50 por cento mais cores e cache, em comparação com os processadores da anterior linha.

Fruto da sofisticada e energeticamente eficiente tecnologia de 22 nm, a 3-D TriGate, os processadores beneficiam de uma reduzido consumo de energia e de um superior desempenho, podendo a energia ser ajustada e regulada em cada um dos processadores, de forma a obter-se uma maior rentabilidade energética.

Podendo ser associados ao Intel Communications Chipset 89xx e ao Intel Quick Assist Technology para uma mais rápida encriptação e uma compressão aprimorada, os processadores conseguem melhorar a segurança de um inumerável conjunto de carga de trabalhos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor