Novos iPhones, nova Apple TV, novo iPad: os lançamentos mais esperados do ano

AppsEmpresasMobilidadeNegóciosSmartphonesTablets

A Apple acaba de fazer lançamentos estrondosos em São Francisco. Entre o lançamento dos novos iPhone, o regresso da Apple TV e o renascimento do iPad, a Apple lançou vários produtos, mas nenhum deles é aquilo a que se poderia chamar de “novo” ou “inédito”.

Comecemos pelos iPhones. Os smartphones da Apple, o 6S e o 6S Plus, em muito se assemelham aos antecessores iPhone 6. No entanto, a diferenças que existem são bastante significativas.

iphone

O CEO Tim Cook caracterizou os novos 6S e 6S Plus como os iPhone mais avançados alguma vez feitos pela Apple. Aliás, ele foi mais longe ainda, afirmando que são os smartphones mais avançados de sempre.

Ambos os modelos estão disponíveis em 4 cores: dourado, prateado, dourado com uns toques de rosa e cinzento-escuro (ao que a Apple chama de Space Gray).

O 6S tem um ecrã Retina de 4,7 polegadas e o 6S Plus um de 5,5 polegadas. Tanto um como o outro estão equipados com o novo processador A9 de 64-bit, que confere um desempenho otimizado e uma experiência de utilização que supera todos os iPhone precedentes.

Os dois novos smartphones têm uma câmara traseira iSight de 12 MP, com autofoco mais rápido e preciso que as versões anteriores e com capacidade para capturar vídeo em 4K. A câmara frontal é de 5 MP de alta resolução.

Os novos iPhones dispõem de conectividade LTE Advanced e conexão Wi-Fi duas vezes mais rápida que os modelos anteriores.

Agora, os preços. O iPhone 6S de 16 GB está disponível a 199 dólares, o de 64 GB a 299 dólares e o de 128 GB a 399 dólares. Já o 6S Plus de 16 GB fica a 299 dólares, o de 64 GB a 399 dólares e o de 128 GB a 499 dólares.

As pré-encomendas começam dia 12 de setembro e começam a ser distribuídos no dia 25 do mesmo mês.

A Apple estima que, até ao final do ano, o iPhone 6s e o 6S Plus tenham chegado a mais 130 países.

iPad renasce das cinzas melhor do que nunca

Cook caracteriza o iPad como a epítome da computação pessoal aos olhos da Apple.

ipad

O novo iPad Pro, com 12,9 polegadas, o tablet tem o maior ecrã alguma vez desenvolvido para um dispositivo iOS.

Opera sobre o iOS 9 e é o mais potente de todos os produtos da Apple, com um processador A9X de 64-bit. O iPad Pro é mais rápido que 80 por cento dos laptops à venda hoje no mercado. Tem uma bateria com autonomia de até 10 horas com um único carregamento, 6,9 mm de espessura e, pela primeira vez num produto Apple, tem um sistema de áudio suportado por 4 altifalantes. Adicionalmente, o iPad Pro tem um câmara iSight de 8 MP.

O iPad Pro de 32 GB estará disponível a 799 dólares e o de 128 GB a 949 dólares, e chega ao mercado a partir de novembro.

O teclado amovível Smart KeyBoard e a caneta Apple Pencil – ambos produtos de tecnologia avançada e concebidos especialmente para o iPad Pro – levam a experiência de utilização deste tablet a um nível bastante superior, comparativamente aos modelos anteriores. Estes assessórios também chegam ao mercado e, novembro.

Apesar de a Apple dizer que o Pencil é uma inovação significativa no universo dos produtos da marca da maçã, não é propriamente uma novidade no mundo tecnológico. O Surface, da Microsoft, já há muito se faz acompanhar de uma caneta semelhante. Para além disso, sabe-se que Steve Jobs, o visionário criador da Apple, não queria introduzir uma caneta para nenhum dos seus dispositivos.

Por isso, estamos perante a “Apple de Cook” e não a “Apple de Jobs”.

Apple TV regressa

A Apple TV também está de volta. Este serviço que, em tempos, fora considerado pela própria Apple, como um mero “hobby”, parece ser agora uma das suas grandes apostas.

apple tv

“É a Era Dourada da TV”, declara Tim Cook, afirmando que hoje faz-se mais conteúdos televisivos do que nunca. No entanto, o executivo diz que a experiência de consumo de TV tem-se mantido estática, enquanto a inovação tecnológica floresce a olhos vistos.

Cook acredita que o futuro da TV passa pelas apps. Como tal, a App Store está agora alojada na Apple TV, com a mesma facilidade de utilização que experienciamos no iPhone..

Ainda, pode considerar-se que a Siri desempenha um papel crucial na nova versão do serviço de TV. A assistente digital permite-nos navegar pelas bibliotecas de filmes através de comandos vocais, filtrando os conteúdos, por exemplo, por realizador, ano, elenco e género. Esta pesquisa é feita ao longo dos arquivos da Netflix, da Hulu, do Showtime e do iTunes.

A Apple TV corre sobre o novo tvOS, o novo sistema operativo da Apple otimizado para o serviço, também lançado hoje.

A nova set-top box também leva o comércio eletrónico do PC e dos dispositivos móveis até ao ecrã de televisão, com aplicações que permitem realizar compras online.

Quanto a preços, a Apple TV (com processador de 64-bit) de 32 GB custa 149 dólares, enquanto a de 64 GB chega até aos 199 dólares.

A renovada Apple TV estará disponível no final de outubro.

A par de todas estas novidades, a Apple desenvolveu novas braceletes para o Apple Watch, permitindo uma maior personalização do relógio inteligente.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor