Novas soluções McAfee querem proteger “vida digital” dos utilizadores

GestãoSegurança

A McAfee apresentou as novas versões das soluções de cibersegurança Total Protection e LiveSafe. Estes dois programas estão no todo da gama de produtos de proteção digital para 2016 e deverá ser lançado me Portugal este mês.

“Queremos proteger a vida digital dos utilizadores”, disse, à imprensa portuguesa, Marc Vos, gestor sénior de marketing para o segmento global de produtos de consumo da McAfee.

À semelhança das antecessoras, as novas versões da Total Protection e da LiveSafe são multiplataforma e multidispositivo, podendo operar em PC, tablet, smartphone e até smartwatch e nos sistemas Windows 7, 8, 8.1, 10, Android 4.0 e superior, OS X (Mac) 10.8 e superior, e iOS 8 e superior.

Vos afirmou que, na corrida dos dispositivos móveis, muitas vezes as fabricantes negligenciam a proteção dos dispositivos, em prol da rápida chegada ao mercado e do fator cool, que nem sempre se coaduna com uma segurança eficiente. Desta forma, a McAfee, parte da Intel Security, acredita na importância de desenvolver um produto que não se limite a proteger um dispositivo ou um sistema operativo, mas que seja transversal a todos os dispositivos e SO que compõem a vida digital do utilizador.

Um dos problemas que estas novas soluções pretendem endereçar prende-se com as palavras-passe. Nos dias que correm, os utilizadores têm várias palavras-passe para vários websites, o que torna ineficiente a navegação na web e leva, muitas vezes, à criação de palavras-passe iguais ou bastante semelhantes, colocando em risco a segurança dos dados e a privacidade do utilizador.

Por isso, a McAfee apresentou a True Key, uma nova ferramenta que, de acordo com Vos, “é mais do que um gestor de palavras-passe”. Esta aplicação, onde a sessão é iniciada através de reconhecimento facial, impressão digital (se o hardware for compatível), palavra-chave mestra ou correio eletrónico, permite ao utilizador livra-se do aborrecimento de ter de se lembrar de um rol infindável de palavras de acesso às suas diversas contas online. A True Key, sendo um género de repertório de passwords, inicia, pelo utilizador e com o seu devido consentimento, as sessões nas várias aplicações e websites. Esta funcionalidade é transversal a todos os dispositivos do utilizador.

Desta forma, com a True Key, o utilizador apenas tem de se lembrar de uma só palavra-passe, ou nem isso, quando inicia sessão através de reconhecimento facial ou impressão digital. Vos disse que estão a ser desenvolvidas, e que serão, futuramente, adicionadas, novas formas de aceder ao True Key, como, por exemplo, reconhecimento vocal ou de íris.

As novas tecnologias ajudam também a gerir, de forma mais eficiente, a segurança dos vários aparelhos que protegem. Tanto em dispositivos móveis como em PC ou Mac, o utilizador pode monitorizar a segurança dos seus dispositivos registados na ferramenta, conseguido localizá-los, bloqueá-los e eliminar os seus conteúdos remotamente, em caso de roubo.

Para além disso, o utilizador ainda pode adicionar novos dispositivos à sua rede de proteção.

A nova funcionalidade WebAdvisor, desenvolvida para aumentar o potencial da antecessora SiteAdvisor, bloqueia sites maliciosos, analisa os ficheiros quando estes estão a ser transferidos para o dispositivo e notifica o utilizador quando a palavra-passe que está a utilizar, para um novo registo, é fraca, sendo que a True Key se propõe a gerar, e, naturalmente, a guardar, uma palavra-passe forte para o utilizador. Estes filtros protegem o utilizador contra ataques de phishing e software malicioso.

Tanto a Total Protection como a LiveSafe permitem que sejam criados até 5 perfis de utilizador na True Key.

Outra funcionalidade é o Otimizador de Bateria, algo que é indispensável nos dias de hoje. Esta ferramenta ajuda o utilizador a economizar a bateria do dispositivo, aumentando a sua autonomia, fechando programas que correm em segundo plano, limitando a utilização de dados móveis ou diminuindo a luminosidade do ecrã.

Uma das novidades que se destacam é a integração destas soluções com wearables, nomeadamente com Android Wear. Através do painel de controlo da segurança dos dispositivos, o utilizador pode verificar se o dispositivo móvel está vulnerável a ameaças e atuar diretamente a partir do smartwatch, bloquear remotamente o smartphone a partir do relógio e saber em que local se perdeu a conexão entre o smartphone e o smartwatch, algo que pode ser bastante útil em caso de furto.

Ao contrário das versões do ano passado, a Total Protection e a LiveSafe de 2016 podem proteger um sem-número de dispositivos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor