Nokia prepara despedimento de dezenas de funcionários

EmpregoGestãoNegócios

A Nokia vai despedir até 70 funcionários da sua unidade de I&D na Finlândia. Segundo uma porta-voz, o corte é um reflexo de uma estratégia de longo prazo que passa pela reestruturação da empresa. Um dia após ter celebrado do seu 150º aniversário, a Nokia revelou que vai aplicar um corte no número de colaboradores

A Nokia vai despedir até 70 funcionários da sua unidade de I&D na Finlândia. Segundo uma porta-voz, o corte é um reflexo de uma estratégia de longo prazo que passa pela reestruturação da empresa.

nokia microsoft

Um dia após ter celebrado do seu 150º aniversário, a Nokia revelou que vai aplicar um corte no número de colaboradores na unidade de Investigação e Desenvolvimento na sua terra-natal.

A emissora finlandesa Yle relata que esta decisão advém de sobreposição de cargos laborais, um mês depois de ter anunciado a compra da Alcatel-Lucent por 15,6 mil milhões de euros, um negócio que permitirá à Nokia solidificar a sua posição no mercado das redes, o seu negócio nuclear.

A reconfiguração orgânica da empresa, que outrora estivera no topo do setor dos telemóveis, não será apenas ao nível dos funcionários. A unidade de mapeamento digital Here está também presa por um fio, desejada por empresas como o Facebook e a Uber, que na semana passada apresentou uma oferta de três mil milhões de dólares para adquirir este negócio. O serviço digital de transportes não confirmou a licitação, embora também não o tenha desmentido.

O segmento de I&D da Nokia é composto por cerca de 650 colaboradores, 400 dos quais na Finlândia. A estes últimos serão subtraídos até sete dezenas de postos laborais. No entanto, desconhece-se, para já, quando serão efetuados os despedimentos. A porta-voz Riitta Mard afirmou que já se deu início às negociações com os colaboradores, segundo a Reuters.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor