Nokia não dará perspetivas financeiras até abril de 2016

EmpresasFinançasNegócios

Somente depois da conclusão da aquisição da Alcatel-Lucent, em abril de 2016, a fabricante finlandesa de equipamentos de telecomunicações divulgará uma projeção financeira. A Nokia ainda alertou que a procura por novas redes móveis vai desacelerar neste ano na China. A falta de estimativas deixou os investidores no escuro.

Segundo a agência de notícias Reuters, o acordo de 15,6 mil milhões de euros ajuda a Nokia a competir com a sueca Ericsson e a chinesa Huawei, anteriormente as duas maiores fornecedoras do mundo de equipamentos para redes, num mercado no qual o crescimento limitado e a competição dura pressionam os preços.

Rajeev Suri, presidente-executivo da Nokia, disse que a companhia espera um crescimento do mercado neste ano na América do Norte, Índia, Oriente Médio e África, enquanto a China irá desacelerar.”Esperamos alguns ventos contrários em 2016 conforme lançamentos de 4G/LTE na China e alguns outros mercados começam a desacelerar“, disse.

O executivo acrescentou que o primeiro trimestre, em particular, parece bastante desafiador conforme clientes avaliam os seus planos de investimentos diante da crescente incerteza macroeconómica.

As vendas do grupo Nokia no quarto trimestre caíram 3 por cento em moeda constante para 3,61 mil milhões de euros, abaixo da expecativa média de analistas de 3,72 mil milhões de euros.

*Com informações da Reuters


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor