NMusic é o primeiro serviço streaming de música e videoclipes

EmpresasNegócios

A empresa portuguesa NMusic anunciou a adição de milhões de videoclipes ao seu portefólio, tornando-se no primeiro serviço de streaming a permitir o acesso dos utilizadores a música e videoclipes. A decisão partiu da crescente exigência dos consumidores. Para além de ser o primeiro serviço de música e videoclipes disponibilizados por streaming, a NMusic é

A empresa portuguesa NMusic anunciou a adição de milhões de videoclipes ao seu portefólio, tornando-se no primeiro serviço de streaming a permitir o acesso dos utilizadores a música e videoclipes. A decisão partiu da crescente exigência dos consumidores.

Computer keyboard with music key

Para além de ser o primeiro serviço de música e videoclipes disponibilizados por streaming, a NMusic é também portuguesa. Até aqui, o projeto contemplava apenas a componente musical mas o passo seguinte implica uma biblioteca vídeo.

Esta biblioteca tem milhões de videoclipes, fator que poderá diferenciar o serviço por ser o único a aliar o som à imagem, no campo da música. Cada vez mais, os utilizadores tornam-se mais exigentes e querem uma experiência audiovisual completa, englobando todas as fontes possíveis.

A NMusic destaca-se das restantes opções também pela forma como obtém os seus conteúdos, já que todos os vídeos e músicas presentes no serviço são enviados por editoras ou pelos próprios autores, garantindo a legalidade de todo o processo. Para além disso, a questão dos direitos de autor e da atribuição dos devidos créditos fica resolvida.

A empresa que se tornou conhecida por ser responsável pela plataforma MEO Music tem já mais de um milhão de utilizadores registados por todo o mundo e conta com mais de 1200 álbuns de mais de 450 artistas na sua biblioteca. O objetivo é concorrer com gigantes como o Spotify ou iTunes mas, agora, com uma valência extra – o vídeo.

O serviço português de streaming garante ainda apostar nos talentos nacionais com a inclusão de exclusivos e a transmissão de concertos, mas sempre sem esquecer a hipótese de internacionalização da empresa.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor