NEC e F5 Networks criam parceria

Negócios

A NEC Corporations e a F5 Networks anunciaram um acordo de parceria para a área de gestão de tráfego. As duas empresas vão integrar o controlador virtual de entrega de aplicações da F5 e a Solução de Gestão de Tráfego da NEC. Ao implementarem esta solução, os CSPs podem reduzir os custos de hardware e o espaço

A NEC Corporations e a F5 Networks anunciaram um acordo de parceria para a área de gestão de tráfego. As duas empresas vão integrar o controlador virtual de entrega de aplicações da F5 e a Solução de Gestão de Tráfego da NEC.

nec corporation

Ao implementarem esta solução, os CSPs podem reduzir os custos de hardware e o espaço físico ocupado pelos produtos em aproximadamente 50 por cento e reduzir o tempo de instalação em aproximadamente 40 por cento, quando comparados com implementações de ADCs por hardware.

Tanto a NEC como a F5 Networks estão a desenvolver esforços para comercializar e prestar suporte a esta solução de uma forma global. Desta forma, ambas as empresas procuram garantir aos CSPs a prestação conjunta e atempada de serviços de suporte de elevada qualidade em qualquer parte do mundo.

“A procura de serviços que melhor respondam à evolução dos interesses dos clientes e aos novos modelos económicos está a provocar mudanças no mercado dos CSP. Estamos muito contentes com a oportunidade de parceria com a NEC para melhorarmos a experiência dos utilizadores finais no acesso e uso de aplicações, controlando ainda os investimentos que os CSPs fazem em infraestruturas de rede”, disse Robert Pizzari, Senior Director Sales da F5 Networks.

Masaaki Nakano, General Manager de Second Carrier Services Division da NEC Corporation, refere que “Através desta parceria, estamos a integrar as tecnologias e o know-how operacional que ambas as empresas desenvolveram na indústria das telecomunicações, para oferecer em conjunto uma TMS de elevada qualidade”.

Com o tráfego nas redes móveis a disparar nos anos mais recentes, os CSPs estão sob uma grande pressão para melhorar a qualidade da experiência (QoE), bem como a cobertura e a capacidade da rede. Neste cenário, a gestão de tráfego nas suas redes está a receber redobrada atenção por parte dos CSPs, para que se possam manter competitivos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor