Motorola impedida de vender telemóveis na Alemanha

MobilidadeNegócios

Um tribunal alemão determinou que a Motorola está a infringir patentes relacionadas com antenas, pelo que, como consequência, não poderá continuar a vender mais telemóveis no mercado germânico até alterar as caraterísticas em causa. A queixa partiu da LKPF, uma empresa alemã que acusa a Motorola de copiar uma patente sua que está devidamente registada,

Um tribunal alemão determinou que a Motorola está a infringir patentes relacionadas com antenas, pelo que, como consequência, não poderá continuar a vender mais telemóveis no mercado germânico até alterar as caraterísticas em causa.

Moto X

A queixa partiu da LKPF, uma empresa alemã que acusa a Motorola de copiar uma patente sua que está devidamente registada, sendo que agora vê o tribunal dar-lhe razão. À Google resta decidir se realmente vai abdicar de tentar vender os produtos da Motorola na Alemanha ou se vai tentar chegar a um acordo com a LKPF.

A LPKF fez saber que o processo está relacionado com a patente LDS (Laser Direct Structuring), que é cada vez mais utilizada para produzir antenas complexas para telemóveis ou tablets.

Como curiosidade, refira-se que a patente foi declarada inválida na China, em 2013. A LPKF apresentou posteriormente um pedido de reabertura do processo e o Supremo Tribunal concordou em rever o caso.

A juntar a isso, a LPKF tem vindo a adotar sistematicamente medidas contra os fabricantes de telemóveis que incorporam componentes LDS falsificados e que os colocam a circular fora da China.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor