MIT desenvolve tatuagem DuoSkin que se liga a aparelhos móveis

InovaçãoInvestigaçãoMobilidade

O MIT Media Lab desenvolveu um processo de tatuagens temporárias que se ligam a aparelhos móveis. Chama-se DuoSkin e foi concebido em colaboração com a Microsoft Research.

De acordo com a nota do MIT Media Lab sobre a inovação, o DuoSkin é “um processo de fabricação que permite a qualquer pessoa criar devices funcionais personalizados que podem ser aplicados diretamente na pele.” A utilização de folha de metal dourada, muito comum em tatuagens temporárias usadas como acessório de moda no verão, permite que o processo seja barato e inofensivo para a pele.

O MIT está a demonstrar três tipos de interfaces aplicadas na pele: input baseado no toque, output visual e comunicações sem fios. O DuoSkin, à primeira vista, não é diferente dessas tatuagens temporárias tão comuns, por exemplo, nos festivais de música de verão.

“Os aparelhos DuoSkin permitem aos utilizadores controlarem os seus aparelhos móveis, visualizarem informações e armazenarem informação na pele, ao mesmo tempo que servem como uma afirmação de estilo pessoal”, explicam os investigadores. “Acreditamos que, no futuro, a eletrónica aplicada na pele já não será mistificada e circunscrita; ao invés disso, irá convergir com a facilidade de uso, extensibilidade e estética de decorações para o corpo, formando um DuoSkin integrado ao ponto de parecer que desapareceu.” Ou seja, as fronteiras entre wearable e acessório estético irão desvanecer-se.

O paper deste trabalho de investigação, “DuoSkin: Rapidly Prototyping On-Skin User Interfaces Using Skin-Friendly Materials” vai aparecer no International Symposium on Wearable Computers 2016, em Heidelberg, Alemanha, entre 12 e 16 de setembro.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor