Ministro da Cultura iraniano quer acabar com proibição dos Social Media

e-MarketingRedes Sociais

O governo iraniano deverá legalizar o acesso a redes sociais como o Twitter e Facebook, afirmou o ministro da cultura e guia islâmico Ali Jannati. Jannati afirmou que “não apenas o Facebook mas outras redes sociais deverão estar acessíveis e a qualificação ilegal deve ser removida”. O Irão, atualmente, bloqueia os acessos a sites que

O governo iraniano deverá legalizar o acesso a redes sociais como o Twitter e Facebook, afirmou o ministro da cultura e guia islâmico Ali Jannati.

Social MediaJannati afirmou que “não apenas o Facebook mas outras redes sociais deverão estar acessíveis e a qualificação ilegal deve ser removida”.

O Irão, atualmente, bloqueia os acessos a sites que considera ser sensíveis a nível políticos e a redes sociais, que, em 2009, ativistas usaram para organizar protestos depois de disputas presidenciais. O Presidente Hassan Rouhani, eleito em junho e que tem uma conta de Twitter com mais de 122 mil seguidores, comprometeu-se a permitir mais liberdade de imprensa e reduzir o estado de policiamento das vidas privadas dos iranianos.

Vários oficiais iranianos, incluindo o ministro dos negócios estrangeiros, têm contas ou de Facebook ou de Twitter, ou mesmo os dois.

A proibição existente levou a que vários iranianos usem redes virtuais privadas para fugir ao controlo do estado. Cerca de dois milhões de iranianos tem contas no Facebook, sendo que um milhão desses utilizadores se encontrão na capital.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor