Ministério da Justiça investe em comunicações de dados

Negócios

O Ministério da Justiça vai investir, até 2017,  17,1 milhões de euros em comunicações de dados. O investimento já foi autorizado pelo Conselho de Ministros. O despacho foi ontem aprovado e prevê um investimento de 17,1 milhões de euros para adquirir serviços de dados para equipar os organismos que integram a Rede de Comunicações da

O Ministério da Justiça vai investir, até 2017,  17,1 milhões de euros em comunicações de dados. O investimento já foi autorizado pelo Conselho de Ministros.

713623O despacho foi ontem aprovado e prevê um investimento de 17,1 milhões de euros para adquirir serviços de dados para equipar os organismos que integram a Rede de Comunicações da Justiça, entre o próximo ano e 2019. O Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos da Justiça concedeu a autorização desta despesa.

Em 2000 foi implementada a Rede de Comunicações da Justiça, que desde então tem vindo a centralizar as infraestruturas e serviços de TI do Ministério da Justiça.

Há dois anos, o IGFEJ revelou os resultados de uma auditoria do Tribunal de Contas aos contratos do organismo para fornecer comunicações de dados à rede. Nessa altura somava 25 mil utilizadores e uma infraestrutura distribuída por cerca de 850 locais.

Os resultados dessa auditoria concluíram que os contratos representavam um decréscimo no valor das comunicações a par de um aumento na ordem dos 30 por cento na capacidade de rede.

Quase cinco milhões de euros, era o valor dos contratos avaliados em 2011 e que possivelmente estarão entre os acordos a renovar durante o período de 2014 a 2019. Esses contratos tinham sido assinados com a Optimus, Onitelecom, e PT Prime.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor