Surface da Microsoft com lucro pela primeira vez em dois anos

Negócios

Após dois anos e quase dois mil milhões de dólares em prejuízos, o Surface da Microsoft conseguiu alcançar finalmente lucro no terceiro trimestre de 2014, terminado no passado mês de setembro. No trimestre terminado a 30 de setembro, a Microsoft registou 908 milhões de dólares em receita para a linha de tablet Surface, um aumento de 127 por cento

Após dois anos e quase dois mil milhões de dólares em prejuízos, o Surface da Microsoft conseguiu alcançar finalmente lucro no terceiro trimestre de 2014, terminado no passado mês de setembro.

microsoft-surface

No trimestre terminado a 30 de setembro, a Microsoft registou 908 milhões de dólares em receita para a linha de tablet Surface, um aumento de 127 por cento em relação ao mesmo período de 2013.

A Microsoft disse que a gama Surface gerou uma margem positiva, resultado que alinhou-se com as estimativas previamente avançadas pelos analistas.

De acordo com a Computerworld, a margem não atingiu um valor muito elevado – cerca de 13,4 por cento. Este valor é superior à média registada no segmento dos PC Windows, mas menos de metade ou até um terço da margem obtida com tablets.

Desde a sua introdução em outubro de 2012, o Surface revelou-se para a Microsoft um tiro saído pela culatra, tendo prejuízos de 1,73 mil milhões de dólares nos sete primeiros trimestres. Contudo, com o trimestre de setembro, as perdas totais foram reduzidas para cerca de 1,6 mil milhões de dólares.

A campanha publicitária da Microsoft para o Surface tem sido substancial, com anúncios de televisão, incluindo um acordo de 400 milhões de dólares com a NFL (National Football League), que visa publicitar o dispositivo nas arenas desportivas.

A Microsoft começou a vender em junho o Surface Pro 3, tornando o trimestre de setembro o primeiro em que foram atingidos os objetivos para as receitas.

A CFO, Amy Hood, afirma que as vendas do Surface Pro 3 estão atingir resultados duas vezes melhores dos que os obtidos com o Surface Pro 2, modelo agora descontinuado, lançado no outono de 2013.

Thompson, analista independente da Stratechery.com, ressaltou que os altos preços do Surface Pro 3, que variam entre os 799 e os 1949 dólares, geraram um aumento das receitas, ao passo que os lucros gerados no período homólogo de 2013 foram reflexo de fortes vendas de tablets Surface RT.

Thompson observou ainda que a Microsoft não revelou as vendas unitárias do Surface, sendo impossível determinar quais os modelos que venderam melhor ou dizer se o volume de vendas aumentou ou diminuiu.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor