Microsoft vai doar serviços na nuvem a organizações sem fins lucrativos

Cloud

A iniciativa filantrópica está avaliada em mais de 900 milhões de euros de serviços cloud, que serão doados durante os próximos três anos.

A expansão das iniciativas de filantropia foram anunciadas numa publicação no site da empresa. O CEO da Microsoft, Satya Nadella, deverá referir este investimento no “bem público” durante a sua intervenção de hoje em Davos, Suíça, onde decorre o Fórum Económico Mundial.

“A Microsoft está a potenciar organizações com missões em todo o planeta com uma doação de serviços de computação na nuvem, as mais transformadoras tecnologias da nossa geração”, comentou o CEO, no comunicado publicado no site.  “Agora, mais de 70 mil organizações terão acesso a tecnologia que as ajudará a resolver os maiores desafios sociais e melhorar a condição humana e levar a mais crescimento.”

A computação na nuvem tornou-se, diz a empresa, num recurso vital para “descobrir os segredos da informação de forma a criar novos conhecimentos e levar a avanços” na ciência, tecnologia, economia e outras áreas da sociedade.

Iniciativa cloud

A Microsoft destaca três aspectos desta doação de serviços. Por um lado, os serviços na nuvem da empresa, o que inclui Azure, Power BI, CRM Online e Enterprise Mobility Suite, serão postos à disposição das organizações sem fins lucrativos através da  Microsoft Philanthropies. Será semelhante ao programa que já existe para oferecer Office 365 ao mesmo tipo de organizações. A implementação começa na primavera e vai servir 70 mil organizações nos próximos três anos.

O programa Azure for Research, que serve 600 projetos de investigação neste momento, também receberá uma expansão de 50% para oferecer armazenamento e recursos computacionais gratuitos aos investigadores universitários.

Será ainda combinada a doação do acesso aos serviços Microsoft Cloud com investimentos em tecnologias low-cost para o acesso à internet e formação das comunidades. A empresa pretende apoiar 20 destes projetos em 15 países no próximo ano e meio.

A Microsoft Philanthropies, que está por detrás destas iniciativas, é uma organização bastante recente: foi fundada em dezembro de 2015 para levar a uma maior inclusão digital no mundo.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor