Microsoft ultrapassa previsões de lucros e receitas graças à cloud

EmpresasGestãoNegóciosResultados

A cloud tem sido a impulsionadora dos bons resultados das grandes empresas e a Microsoft não é exceção. A empresa de Redmond obteve lucros de 6,51 mil milhões de dólares no seu quarto trimestre que terminou a 30 de junho de 2017. O valor corresponde quase ao dobro do valor registado no período homologo de 2016, 3,12 mil milhões de dólares.

As receitas na área de negócio da cloud , que inclui a plataforma Azure e servidores, subiram cerca de 11 por cento, para 7,43 mil milhões de dólares no trimestre, quando as expetativas eram de 7,32 mil milhões.

A Microsoft ampliou o foco nuvem como parte da estratégia do CEO Satya Nadella e esta aposta parece estar a dar frutos. Mas não foi só na nuvem que o trimestre correu bem à Microsoft. A oferta do Office 365 aumentou 43% e o CRM Dynamics 365 teve um crescimento de 74%.

As receitas de computadores pessoais, que inclui o Windows 10 e a gama Surface, diminuíram 2% mas a empresa afirmou que esta rubrica inclui um valor de 306 milhões de dólares para despesas de reestruturação das equipas de vendas e marketing. Isto deverá corresponder ao valor que a companhia espera gastar com os despedimentos que anunciou este mês.

Após o anúncio dos resultados financeiros de ontem, as ações da empresa subiram 1,5 por cento e hoje valorizaram ainda mais estando a ser negociadas no NASDAQ a 74,22 dólares.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor