Microsoft termina suporte ao Windows 8 e versões antigas do IE

Negócios

A partir de hoje, está terminado o suporte da Microsoft ao Windows 8 e a várias versões do Internet Explorer, o navegador que foi substituído pelo Microsoft Edge com o lançamento do Windows 10.

A Microsoft publicou no seu site uma nota referindo que o suporte a versões antigas do Internet Explorer – 8, 9 e 10 – cessa a partir de hoje. “Apenas a versão mais recente do Internet Explorer disponível para um sistema operativo com suporte vai receber suporte técnico e updates de segurança”, avisa a fabricante. Isto significa, no geral, que apenas o IE 11 vai continuar a receber atualizações “para Windows 7, Windows 8.1 e Windows 10.”

E o Windows 8? É algo que pode apanhar alguns utilizadores de surpresa. Não haverá mais updates para este sistema, originalmente lançado em 2012, porque terminou o período de dois anos de suporte após o lançamento do service pack – o Windows 8.1, que chegou no final de 2013.

Quem ainda corre Windows 8 deverá fazer o update para o Windows 8.1, cujo suporte se manterá até 2023. Parece um pouco estranho, dado que o Windows 8 tem apenas três anos de mercado e a Microsoft habitualmente dá mais anos de suporte aos clientes. É apenas uma questão de política, que pode ser consultada no quadro do site de ciclo de vida dos produtos e suporte da Microsoft.

De acordo com dados da Netmarketshare, em dezembro de 2015 a percentagem de utilizadores que ainda utiliza Windows 8 é baixa, 2,76%. No entanto, a dimensão da base instalada do Windows, que pode chegar aos 1,5 mil milhões de utilizadores, transforma isto em algo como 30 a 40 milhões de computadores – não é insignificante.

Em ambos os casos, o que a Microsoft espera é que os utilizadores se apressem a fazer o upgrade para o Windows 10, a sua plataforma com ambições universais. Na nota, a empresa urge os consumidores a tomarem medidas, avisando que “os updates de segurança corrigem vulnerabilidades que podem ser exploradas por códigos maliciosos, ajudando os utilizadores a manterem os seus dados mais seguros.”


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor