Microsoft sofre investigação na China

InovaçãoInvestigaçãoSegurança

A Microsoft viu os seus escritórios na China serem alvos de uma rusga por parte da autoridade reguladora local, no decorrer de uma investigação que o governo chinês abriu contra a empresa, alvitrando um crescendo das tensões e da desconfiança face às tecnológicas norte-americanas. De acordo com o que foi publicado no website da Administração

A Microsoft viu os seus escritórios na China serem alvos de uma rusga por parte da autoridade reguladora local, no decorrer de uma investigação que o governo chinês abriu contra a empresa, alvitrando um crescendo das tensões e da desconfiança face às tecnológicas norte-americanas.

microsoft

De acordo com o que foi publicado no website da Administração Estatal para a Indústria e Comércio (AEIC), o governo chinês tem também sob a sua lupa alguns executivos da Microsoft que operam na China, incluindo um dos seus vice-presidentes.

A autoridade apelou à cooperação da empresa comandada por Satya Nadella, depois de ontem perto de uma centena de membros da AEIC terem vasculhado os escritórios chineses da Microsoft, apreendendo computadores e copiando contratos e relatórios financeiros.

Pequim não tem nos últimos tempo facilitado a vida às tecnológicas norte-americanas, depois de em maio Washington ter acusado cinco oficiais militares chineses de se terem infiltrado em empresas nos Estados Unidos e roubado informações confidenciais, acusação esta que parece estar atravessada na garganta da China.

Duncan Clark, presidente da consultora BDA, afirmou que o governo chinês está determinado a boicotar a utilização de tecnologia de empresas americanas em agências de segurança dos Estados Unidos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor