Microsoft revela novos Surface

Escritório

A Microsoft anunciou hoje a segunda geração dos tablets Surface com pequenos ajustamentos em relação ao original, um sinal de que a empresa acredita na visão dos seus dispositivos, que junta os benefícios de um tablet e de um portátil. As mudanças mais significativas estão na performance, bateria e ecrã. “Estamos neste momento focados a

A Microsoft anunciou hoje a segunda geração dos tablets Surface com pequenos ajustamentos em relação ao original, um sinal de que a empresa acredita na visão dos seus dispositivos, que junta os benefícios de um tablet e de um portátil. As mudanças mais significativas estão na performance, bateria e ecrã.

surface1“Estamos neste momento focados a cem por cento em construir os melhores tablets para o mundo”, afirmou Panos Panay, vice presidente corporate da Microsoft, na semana passada. “Não desaceleramos ou levantamos a cabeça um pouco”.

As novas versões do Surface vão ser chamadas de Surface 2 e Surface Pro 2. O Surface 2 tinha o nome de RT na primeira versão e competia de forma mais direta com o iPad, uma vez que “corre” na categoria dos microprocessadores ARM, que se pode encontrar dentro da maior parte dos smartphones e tablets. O Surface Pro 2 é mais caro, mais parecido com um PC e com chip Intel e, sendo assim, qualquer aplicação para computador estará disponível para este tablet.

Ainda assim, pouco mudou no exterior dos dispositivos para além da cor num dos modelos. Ambos têm um “kickstand” integrado, com a diferença de poder estar numa posição de até 40 graus.

A Microsoft teve uma atenção especial na bateria, algo que Panay descreve como “péssimo” na versão original, que tinha capacidade para pouco mais de três ou quatro horas. A nova versão dura entre sete a dez horas, dependendo de como é usado o tablet.

Panos Panay afirmou que “para o relançamento, não queremos reinventar a roda. O que queremos mesmo é fazer uma mudança subtil”.

Até o final de junho, as vendas da primeira versão do Surface eram apenas 853 milhões de dólares, segundo a Microsoft no seu relatório anual. Em comparação, o iPad da Apple, durante o mesmo tempo, teve vendas no valor de 33.2 mil milhões de dólares.

Ainda assim, parece que a Microsoft pode “deixar a venda” de tablets para os seus concorrentes com as novas ofertas. O novo Surface não vão estar disponíveis nas versões mais pequenas, de sete ou oito polegadas, o valor mais popular no mercado.

Os tablets Surface vão ter ecrãs com 10,6 polegadas. 57 por cento das vendas de tablets este ano anda à volta dos ecrãs de sete e oito polegadas, enquanto 17,8 por cento das vendas estará na categoria dos tablets de nove e dez polegadas.

Panos Panay sugeriu que, eventualmente, iria sair uma versão “mini” do Surface mas não enquanto não estiver confiante com o produto certo.

A estratégia da Microsoft para conquistar clientes inclui um ano de chamadas internacionais gratuitas no Skype para números de telefone convencionais e 200 GB gratuitos durante dois anos no serviço SkyDrive.

O Surface 2 irá custar, nos Estados Unidos, 449 dólares (que é 50 dólares mais barato que a primeira versão no seu preço de lançamento) e o Surface Pro 2 irá custar 899 dólares. Ambos vão chegar às lojas no dia 22 de outubro, não se sabendo, ainda, a data de lançamento em Portugal.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor