Microsoft projeta novo assistente virtual baseado em realidade aumentada

NegóciosProjetos
1 6 Sem Comentários

Uma patente da Microsoft aponta para um novo assistente virtual com base em realidade aumentada.

A gigante do software estima que, em 2020, serão vendidos 80 milhões de dispositivos de realidade aumentada em comparação com 65 milhões de dispositivos de realidade virtual.

Um pedido de patente Microsoft sugere a chegada de um novo assistente virtual baseado em realidade aumentada.

Esta é uma nova tecnologia que permitiria fazer um acompanhamento sofisticado e automático dos objetos, criando uma experiência totalmente digital e aumentada, misturando o mundo real e a experiência virtual em um.

Um dos desafios para a realidade aumentada mais avançada é que o sistema necessita rastrear não só o utilizador, mas todos os objetos à sua volta. A nova tecnologia encaixarar-se-ia perfeitamente com a própria plataforma de realidade aumentada HoloLens, da Microsoft.

O visor holográfico HoloLens apareceu em uma primeira versão para desenvolvedores no primeiro trimestre deste ano e permite ao utilizador ver o que tem ao seu redor através de uma camada de imagens tridimensionais. A Microsoft apelida esta experiência de “realidade mista”, ao fundir os elementos existentes no mundo real com os gerados por computador, oferecendo uma interatividade completa.

Através desta nova tecnologia, é possível pedir aos assistentes virtuais, como Cortana, Siri ou Alexa, tarefas diárias, como encontrar objetos (chaves, sapatos, etc.).

A gigante do software estima que em 2020 serão vendidos 80 milhões de aparelhos de realidade aumentada, um valor inferior aos 65 milhões de dispositivos ser realidade virtual. A tecnologia já está a ser usada para desenhar automóveis.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor