Microsoft Portugal reúne 450 programadores

EmpresasNegócios

A Microsoft Portugal acolheu aproximadamente 450 programadores profissionais, independentes e amadores, naquele que foi o maior evento à escala nacional dirigido à comunidade de criadores de videojogos em Portugal, o Game Dev Camp. Mostrar o que de melhor se faz em Portugal em matéria de jogos para a nova geração de dispositivos, incentivar a criação de novas ideias e melhorar os

A Microsoft Portugal acolheu aproximadamente 450 programadores profissionais, independentes e amadores, naquele que foi o maior evento à escala nacional dirigido à comunidade de criadores de videojogos em Portugal, o Game Dev Camp.

Microsoft PortugalMostrar o que de melhor se faz em Portugal em matéria de jogos para a nova geração de dispositivos, incentivar a criação de novas ideias e melhorar os projetos em curso, eram os grandes objetivos da iniciativa, que trouxe a palco alguns dos jogos de potencial global criados por equipas portuguesas, como a Bica Studios, a Biodroid, a Nerdmonkeys, Artbit Studios, entre muitas outras.

De acordo com Miguel Vicente, responsável de Marketing e Audiências Técnicas na Microsoft Portugal, “Portugal tem tudo o que é preciso para se tornar um caso de referência na indústria de videojogos e aplicações e a prova disso mesmo é o excelente trabalho desenvolvido por toda a comunidade com projetos reconhecidos, já hoje, à escala global, numa indústria altamente competitiva e em crescente evolução”.

“Temos, por isso, a missão de ajudar este potencial nacional a chegar mais longe, não só através das plataformas e dispositivos que criamos mas também pelo apoio especializado a cada um destes projetos, e à comunidade como um todo. Este evento, fruto de um extraordinário trabalho de equipa entre os vários estúdios no nosso país, foi a prova de que a comunidade partilha desta ambição e que acredita que este caminho se faz com todos, e para todos”, completa o responsável.

Apostada em inspirar uma nova geração de ideias e projetos de jogos cem por cento made in Portugal, que permitam colocar o país no mapa das maiores referências mundiais na criação de aplicações e jogos, e depois do sucesso da iniciativa App me Up, a Microsoft criou o programa “Jump”, uma iniciativa nacional que compreende o programa BizSpark, incluindo a oferta de ferramentas, software e de plataformas de cloud para os projetos integrados neste programa, a cedência de dispositivos para testes, apoio no marketing e divulgação, mas num formato que pretende ser também uma plataforma de ligação entre as necessidades dos novos estúdios e os parceiros capazes de os ajudar nesses pontos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor