Microsoft lança Office 365 Pessoal

Office-SuitesSoftware

A Microsoft Portugal apresentou, em conferência de Imprensa, o Office 365 Pessoal, um serviço de subscrição anual na cloud, agora disponível no formato de licença única e que pode ser instalado em três dispositivos: PC, smartphone ou tablet (com Windows ou iPad). O Office 365 Pessoal inclui o conjunto de aplicações do Office – Word,

A Microsoft Portugal apresentou, em conferência de Imprensa, o Office 365 Pessoal, um serviço de subscrição anual na cloud, agora disponível no formato de licença única e que pode ser instalado em três dispositivos: PC, smartphone ou tablet (com Windows ou iPad).

office-logo_v3

O Office 365 Pessoal inclui o conjunto de aplicações do Office – Word, Excel, Powerpoint, OneNote, Outlook, Publisher e Access – e ainda 20GB de OneDrive e 60m de chamadas gratuitas por mês no Skype, bem como atualizações de software e acesso remoto à informação via Office-on-demand.

O serviço está disponível por um valor de subscrição anual de 49,99 euros no primeiro ano quando comprado de forma integrada com um PC, podendo também ser adquirido isoladamente pelo valor de 69,99 euros – o mesmo que o cliente pagará nos segundo e terceiro ano da subscrição.

O Office 365 Pessoal vem completar a gama de serviços de comunicação, colaboração e produtividade na cloud da Microsoft, da qual fazem já parte: Office 365 Casa (antes designado como Office 365 Casa Premium); Office 365 Universitários; Office Casa e Estudantes 2013; e Office Casa e Negócios 2013.

Quadro_Office365

A Microsoft Portugal aproveitou igualmente a ocasião para dar a conhecer alguns números relacionados com o Office 365, onde se destaca o facto de o serviço já ser usado por mais de 5 mil empresas em Portugal e ultrapassar o meio milhão de utilizadores em território nacional, sendo que há igualmente mais de 600 escolas e universidades a utilizarem-no.

A nível global, o Office 365 gera atualmente 1,5 mil milhões de dólares de receitas anuais. Ou seja, o serviço revela o crescimento mais rápido de sempre em toda a história da Microsoft.

Alberto Silva, novo gestor do Office na Microsoft Portugal, revela que o objetivo, para os próximos dois anos, é “duplicar a penetração do Office 365 em Portugal”. Uma forma da empresa ‘atacar’ o mercado cloud nacional, cujas atuais receitas rondam os 80 milhões de dólares, mas que deverão atingir os 176 milhões em 2017, segundo estimativas da Microsoft.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor