Microsoft já não vende o Windows 7

Software

A Microsoft já confirmou que deixou mesmo de vender o Windows 7 nas lojas. Esta é uma forma de fomentar o interesse na versão mais recente do sistema operativo. Apesar disto, é possível que ainda haja o produto em algumas lojas nas próximas semanas, mas só até os stocks atuais acabarem. No entanto, o sistema

A Microsoft já confirmou que deixou mesmo de vender o Windows 7 nas lojas. Esta é uma forma de fomentar o interesse na versão mais recente do sistema operativo.

149781984_1356269811Apesar disto, é possível que ainda haja o produto em algumas lojas nas próximas semanas, mas só até os stocks atuais acabarem. No entanto, o sistema operativo vai continuar a ser comercializado junto dos fabricantes até ao próximo ano.

As informações foram avançadas pelo site da empresa num quadro sobre o ciclo de vida dos seus sistemas operativos, onde o fim das vendas do Windows 7 em OEM estava previsto para o final do mês de outubro de 2014.

Agora, a informação já foi alterada e a data passou a estar “por definir”. 

O calendário que a Microsoft quer aplicar às futuras edições do seu OS é uma forma de não deixar margem para novos fenómenos Windows XP, que se manteve no mercado durante vários anos, ganhando quota e ao mesmo tempo criando um problema para a fabricante, que tem tido dificuldade em descontinuar o produto.

O fim do suporte para o Windows XP chega já em abril de 2014 e isto levou a pensar que a Microsoft tinha removido informação sobre o fim de vendas do Windows 7 para voltar ao tema depois dessa data.
Afinal, a empresa já veio confirmar que a data de 30 de outubro para o fim das vendas do Windows 7 no retalho está correta, mas não avança mais detalhes relativamente ao final da distribuição do produto para OEM.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor