Microsoft instala Centro de Suporte Internacional em Portugal

CloudEmpresasNegócios

A Microsoft revelou recentemente que vai instalar um novo Centro de Suporte Internacional, na área do cloud computing, em Portugal. A empresa anunciou num comunicado que vai investir, pelo menos, dois milhões de euros na estrutura e contratar 25 novos colaboradores. O novo centro ficará instalado na sede da Microsoft no Parque das Nações, em

A Microsoft revelou recentemente que vai instalar um novo Centro de Suporte Internacional, na área do cloud computing, em Portugal. A empresa anunciou num comunicado que vai investir, pelo menos, dois milhões de euros na estrutura e contratar 25 novos colaboradores.

microsoft_Edificio_0452CopyO novo centro ficará instalado na sede da Microsoft no Parque das Nações, em Lisboa, tendo já começado o recrutamento dos 25 colaboradores que irão trabalhar neste Centro de Suporte Internacional a clientes empresariais. O recrutamento deverá estar concluído até ao final do próximo mês de janeiro.

O anúncio da criação do novo centro acontece dois meses depois de a empresa ter deslocalizado para o Brasil e para a Grécia serviços de apoio ao cliente e de suporte técnico que eram prestados pela multinacional Sitel, culminando num despedimento coletivo de 120 pessoas.

Apesar da informação inicial apontar para um total de 25 novos colaboradores, a multinacional já admitiu que este número poderá vir a aumentar de modo a responder às necessidades da estrutura, que no domínio do cloud computing se irá focar especificamente no Office 365.

“A nossa estratégia para Portugal passa por ampliar a capacidade e especialização do centro de suporte da Microsoft num serviço de suporte altamente sofisticado e exigente e por isso gerador de maior valor”, esclarece o Diretor-Geral da Microsoft em Portugal, João Couto.

Recentemente saiu de Portugal um centro de suporte em tecnologias Microsoft (o Centro Europeu de Suporte Telefónico), operado pela Sitel, que passou a funcionar na Grécia e no Brasil, levando ao despedimento coletivo de 120 funcionários.

A tecnológica adiantou que está a terminar o processo de integração de todas as equipas de serviços de suporte telefónico a clientes empresariais e parceiras numa mesma organização, que coloca em 110 o número de técnicos portugueses.

O centro de suporte telefónico internacional presta serviços de apoio técnico para Portugal e todos os países da Europa Ocidental e de Leste, bem como África e Médio Oriente.

No passado mês de outubro, a empresa justificou a deslocalização dizendo que “no caso do serviço de apoio telefónico a clientes, houve uma alteração de fornecedor”, adiantando que “no caso de Portugal foi selecionada uma empresa internacional, a Teleperformance, que é igualmente uma das melhores e maiores empresas de referência no mercado nacional”.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor