Microsoft desafia programadores a encontrarem bugs no Spartan

EscritórioSistemas OperativosSoftware

O navegador Spartan, uma das grandes novidades do Windows 10 que vai sepultar o Internet Explorer, é uma das apostas da Microsoft para cimentar o novo sistema. A confiança é tanta que a empresa de Redmond está a oferecer uma recompensa de até 15 mil dólares para quem encontrar uma falha de segurança crítica no browser. Claro,

O navegador Spartan, uma das grandes novidades do Windows 10 que vai sepultar o Internet Explorer, é uma das apostas da Microsoft para cimentar o novo sistema. A confiança é tanta que a empresa de Redmond está a oferecer uma recompensa de até 15 mil dólares para quem encontrar uma falha de segurança crítica no browser.

windows spartan

Claro, além da propaganda grátis, a competição hacker para descobrir possíveis falhas também é um modo bastante económico de mobilizar uma legião de programadores para escrutinar o código do Spartan até descobrir algo errado antes do lançamento. Vendo por este ângulo, 15 mil dólares é uma pechincha para um processo de debugging monstruoso em tempo recorde.

A competição vai até 22 de junho, e também inclui a descoberta de vulnerabilidades em alguns módulos do Azure e do Office Sway, o novo serviço de apresentações multimédia online.

Para conseguir a recompensa, o developer precisa de identificar e documentar a falha, que precisa ser de grande gravidade para merecer os 15 mil dólares. Prémios menos avultados podem ser dados a vulnerabilidades e bugs cujo grau de risco seja menos significativo.

O Spartan já está disponível no Windows 10 Technical Preview, e o programador precisa de utilizar o código da versão mais recente para explorar possíveis vulnerabilidades.

O objetivo é encontrar brechas na execução de código remoto, vulnerabilidades de fuga de sandbox e vulnerabilidades importantes ou de alta severidade.

*Jocelyn Auricchio é jornalista da B!T no Brasil


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor