Microsoft apresenta sistema de autenticação biométrica

EscritórioSegurançaSistemas Operativos

Windows Hello é o nome escolhido para o sistema de autenticação biométrica que a Microsoft irá integrar no Windows 10. O novo sistema operativo, que será lançado este verão, contará com opções de segurança reforçada mas limitadas aos utilizadores que possuam o hardware necessário para suportar este tipo de verificação. A conferência de hardware do

Windows Hello é o nome escolhido para o sistema de autenticação biométrica que a Microsoft irá integrar no Windows 10. O novo sistema operativo, que será lançado este verão, contará com opções de segurança reforçada mas limitadas aos utilizadores que possuam o hardware necessário para suportar este tipo de verificação.

Sem Título

A conferência de hardware do Windows (WinHEC), na China, foi palco de várias revelações relativamente ao Windows 10. Para além de uma data de lançamento algo vaga e do anúncio da disponibilização do sistema operativo em 190 países e em mais de uma centena de línguas, Terry Myerson aproveitou a ocasião também para apresentar o Windows Hello, uma tentativa da Microsoft para personalizar cada vez mais a experiência de cada utilizador ao mesmo tempo que reforça a segurança da mesma.

Graças a um sistema de autenticação biométrica, os utilizadores do Windows 10 poderão aceder aos seus dispositivos utilizando apenas o seu rosto, iris ou impressão digital. É esta utilização de elementos físicos únicos e individuais que suporta a visão da Microsoft de uma experiência mais pessoal.

No entanto, o sistema tem, claro, as suas limitações já que para usufruir deste tipo de verificação de identidade é necessário garantir os equipamentos necessários. Neste caso, todos os sistemas OEM que incorporem o sensor Intel RealSense F200 estarão preparados para lidar com o Windows Hello, deixando de lado os restantes.

Joe Belfiore, vice presidente corporativo de sistemas operativos da Microsoft, desenvolve mais detalhadamente o Windows Hello, numa publicação no blog oficial, e explica que para além de mais conveniente, já que dispensa a memorização de passwords (algo também levado em conta pela Yahoo, recentemente), é também mais seguro.

“O nosso sistema permite que sejam autenticadas aplicações, conteúdos empresariais, e até certas experiências online sem que uma password seja armazenada no dispositivo ou no servidor de rede”, afirma Belfiore.

O Windows Hello estará disponível através do Windows 10 em todas as plataformas e dispositivos, fazendo uso de leitores de impressões digitais ou câmaras de infravermelhos para garantir que é o utilizador correto a aceder a determinado equipamento.

Para além do Windows 10, desenvolvido a pensar no acesso aos dispositivos, a Microsoft apresenta também o Passport, um sistema de autenticação para sites ou aplicações móveis.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor