Microsoft alicia programadores da concorrência

EscritórioSistemas OperativosSoftware

A Microsoft está a abrir o seu ecossistema Windows 10 aos programadores de aplicações para Android e iOS. Permitindo que as apps passem da esfera da concorrência para os seus dispositivos com o mínimo de alterações possíveis ao código, a Microsoft quer reforçar a presença dos seus smartphones no mercado e para captar mais utilizadores.

A Microsoft está a abrir o seu ecossistema Windows 10 aos programadores de aplicações para Android e iOS. Permitindo que as apps passem da esfera da concorrência para os seus dispositivos com o mínimo de alterações possíveis ao código, a Microsoft quer reforçar a presença dos seus smartphones no mercado e para captar mais utilizadores.

windows10-blue-black

Durante a conferência para developers Build, a Microsoft anunciou uma série de novas funcionalidades do seu Windows 10, procurando reforçar o sistema operativo que deverá, segundo a própria empresa, chegar ao mercado este verão.

Revelando que até ao ano fiscal de 2018 faz tenções de registar pelo menos mil milhões de aparelhos a operar sobre o Windows 10, a Microsoft simplificou o processo de desenvolvimento de aplicações para dispositivos móveis com o novo SO, fornecendo, por exemplo, a ferramenta Universal Windows Platform, que permite o ajuste automático de uma app a diversos tamanhos de ecrã.

Ainda, a Microsoft permite que os programadores integrem nas suas aplicações a Cortana e as disponibilizem na Windows Store.

Com quatro novos SDK (conjuntos de ferramentas para desenvolvimento de software), os developers poderão mais facilmente levar as suas aplicações feitas para Web, iOS ou Android até ao universo Windows, sem que sejam precisas grandes alterações aos códigos dos programas, através dos recursos da Universal Windows Platform.

A Microsoft revelou também que mediante funcionalidades adicionadas ao novo browser Microsoft Edge, que vem destronar o moribundo Internet Explorer, os developers vão poder maximizar o posicionamento das suas aplicações.

Os smartphones da Microsoft são grandemente ensombrados pelos seus congéneres Android e iOS, e têm lutado para conquistar novos seguidores, e a sua Windows Store pecava, aos olhos dos utilizadores, pela escassez de aplicações. Contudo, pelos vistos, o gigante tecnológico de Redmond está a fletir os seus músculos e a fortalecer os seus telemóveis, abrindo até as portas às suas rivais.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor