Microchip perde terreno na China

Negócios

As ações da norte-americana Microchip Technology sofreram a maior queda dos últimos seis anos, alinhando-se com o declínio das fabricantes de semicondutores rivais, resultado da redução da procura no mercado chinês. O comunicado da Microchip originou hoje a venda massiva de ações no setor dos chips. As ações da tecnológica sediada no Arizona caíram 12

As ações da norte-americana Microchip Technology sofreram a maior queda dos últimos seis anos, alinhando-se com o declínio das fabricantes de semicondutores rivais, resultado da redução da procura no mercado chinês.

semicondutor

O comunicado da Microchip originou hoje a venda massiva de ações no setor dos chips. As ações da tecnológica sediada no Arizona caíram 12 por cento, para os 39,96 dólares cada. Empresas concorrentes, como a Freescale Semiconductor, foram também atingidas com quebras superiores a dez por cento.

Os semicondutores da Microchip integram uma variedade de dispositivos, desde eletrodomésticos, a equipamentos de rede e automóveis, pelo que os seus lucros são um sólido indicador do desempenho da indústria.

Sendo o maior mercado de smartphones a nível global, a China produz uma grande percentagem dos produtos eletrónicos vendidos por todo o mundo, pelo que, indubitavelmente, pode ditar o futuro da esfera dos semicondutores.

Nestas circunstâncias, o atrofiamento da procura por semicondutores no setor comercial chinês configurou-se como um impacto de grande dimensão nos lucros da Microchip, liderada pelo CEO Steve Sanghi.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor