Meta4 registou lucros de mais de 60 milhões de euros em 2016

CloudEmpresasNegócios
0 0 Sem Comentários

A Meta4, empresa focada em soluções de gestão e desenvolvimento de capital humano e intelectual, anunciou os resultados financeiros referentes ao seu último ano fiscal. No ano passado, a empresa faturou 63 milhões de euros, valor que traduz um crescimento de 5%, em comparação com 2015.

De acordo com o comunicado de imprensa, os resultados financeiros devem-se ao crescimento da linha de soluções SaaS de Remuneração e Recursos Humanos. Neste departamento, a Meta4 registou um aumento de 26% comparativamente ao ano anterior, representando já 40% da faturação total da empresa.

Na Península Ibérica, são mais de 25 empresas relevantes escolheram as soluções SaaS Remuneração e RH da Meta4 para gerirem o talento das suas organizações. Por exemplo a Ingesan, uma filial do Grupo OHL no setor da gestão de instalações, com 10.000 funcionários; a financeira Ibercaja com 6000 funcionários e a Teleperformance, multinacional de outsourcing no fornecimento de experiências multicanal para o consumidor, que gere mais de 7000 colaboradores em Portugal.

Relativamente à América Latina, a empresa registou também um crescimento neste mercado que se traduziu num aumento da faturação da linha de soluções SaaS de cerca de 40%, face aos valores do período homólogo, graças à celebração de 15 novos contratos.

Para Carlos Pardo, diretor-geral da Meta4 para o mercado ibérico e América Latina, “As empresas precisam de soluções tecnológicas que lhes permitam avançar com os processos de Recursos Humanos, de acordo com os novos desafios de negócio. Os nossos excelentes resultados mostram que a Meta4 tem a tecnologia e os conhecimentos necessários para ajudar os profissionais de RH a gerirem o talento dos seus funcionários e a melhorarem a produtividade das suas empresa”.

A Meta4 prevê para 2017 um aumento significativo das vendas das suas soluções cloud para a área dos Recursos Humanos, mantendo-se a tendência positiva registada pela companhia nos últimos anos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor