Mercado de chips para servidores cresce 3,5% em 2016

CloudServidores
0 0 Sem Comentários

O mercado mundial de microprocessadores x86 e ARM para servidores vai crescer 3,5% este ano, para 22,9 milhões de unidades. São dados de um novo relatório da IDC, “Worldwide x86 and ARM Server-class Microprocessor 2016–2020.”

O documento indica que, em termos de receitas, a subida será mais modesta – 1,3% para 12,5 mil milhões de euros. A consultora prevê ainda que as receitas combinadas dos microprocessadores para servidores x86 e ARM registem um crescimento anual médio de 2,2% até 2020, ano em que atingirão 13,7 mil milhões de euros.

Os catalisadores do crescimento este ano são as compras diretas de grande dimensão por fornecedores de serviços na nuvem, como a Google e a Amazon. Também será influente o uso destes microprocessadores em categorias de sistemas para lá dos servidores, como armazenamento e networking.

No primeiro trimestre deste ano, a IDC estima que 17,3% dos processadores para servidores x86 e ARM – em particular Intel Xeon – foram comprados para armazenamento, networking, e sistemas embebidos. É uma diferença substancial em relação aos 8,8% do homólogo em 2013.

Um ponto interessante do relatório é que aponta para uma mudança competitiva: os fornecedores ARM vão começar a ganhar tração com a sua nova geração de designs em 2017. Depois de vários anos de desenvolvimento do ecossistema e de gerações de processadores que não venceram no centro de dados,  fornecedores como a Applied Micro e a Cavium estão a fazer avanços positivos.

Shane Rau, vice presidente de pesquisa do grupo Computing Semiconductors na IDC, diz que o mercado total de sistemas está a expandir-se, e que com o surgimento de novos concorrentes os próximos cinco anos dos microprocessadores para servidores “vão ver mais designs específicos para sistemas e workload, moderação no preço e alterações modestas nas quotas de mercado. ”

Nesta questão, a Intel obteve 99,2% de quota em termos de unidades em 2015, uma subida em relação aos 93% de 2010. Os preços subiram 25% nos últimos cinco anos, o que está a atrair novos fornecedores, encorajados pela forte procura derivada da cloud e da China (onde os fabricantes de sistemas procuram alternativas à Intel).

Entre o final deste ano e o princípio do próximo, vários fabricantes irão lançar novos processadores para servidores capazes de concorrer com a linha Xeon E5-26xx series da Intel: x86 Zen da AMD, ARM Hydra da Qualcomm, ARM X-Gene 3 da Applied Micro, ARM ThunderX 2 da Cavium, e possivelmente ARM Vulcan da Broadcom.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor