MEO entra no acordo de partilha de conteúdos desportivos

Negócios
0 0 Sem Comentários

A MEO era a operadora de televisão que faltava no acordo de partilha de conteúdos desportivos, que tinha sido inicialmente estabelecido entre a Vodafone e a NOS.

O acordo de partilha recíproca está agora assinado entre todos os operadores nacionais – Vodafone, Cabovisão, MEO e NOS.

No âmbito desta parceria, todos os clientes das quatro empresas passam a ter acesso a um leque alargado de conteúdos desportivos, incluindo direitos de transmissão de jogos e canais de clubes. Este acordo é válido para conteúdos já adquiridos ou que venham a ser adquiridos por cada um dos operadores. Já estão incluídos:

  • Acesso ao canal do Benfica e aos jogos do Benfica em casa, já a partir da época desportiva 16/17, que vai começar em breve;
  • Acesso ao canal do Sporting a partir de 1 de julho de 2017 e à transmissão dos jogos em casa do Sporting, a partir de 1 de julho de 2018;
  • Transmissão televisiva dos jogos do FC Porto em casa a partir de 1 de julho de 2018 e disponibilização do Porto Canal a todos os operadores;
  • Transmissão televisiva dos jogos do Boavista em casa a partir da presente época desportiva 16/17 que agora começa.

“A Vodafone sempre defendeu a existência de um mercado de conteúdos desportivos não discriminatório, onde a concorrência se faz pelo serviço e não pela exclusividade da oferta”, refere Mário Vaz, CEO da Vodafone Portugal. “É pois com satisfação que vejo concretizados esses princípios neste acordo, hoje [ontem] celebrado entre todos os operadores nacionais”.

Com este acordo, todos os clientes de televisão paga em Portugal podem ter acesso a todos os conteúdos desportivos relevantes, independentemente do operador de telecomunicações que utilizem – MEO, Vodafone, NOS ou Cabovisão.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor