Meizu na China e bq na Europa são os primeiros a apostar em Ubuntu

MobilidadeNegócios

A chegada de Ubuntu aos smartphones é algo eminente.  Depois das experiências com a Nexus, Canonical e Ubuntu vão colaborar diretamente com os fabricantes para levar a cabo smartphones diretamente com Ubuntu, sem ter de os modificar. De um lado estará a Meizu, de outro a bq espanhola. Há que destacar o trabalho que a

cintillo-mwc2014

A chegada de Ubuntu aos smartphones é algo eminente.  Depois das experiências com a Nexus, Canonical e Ubuntu vão colaborar diretamente com os fabricantes para levar a cabo smartphones diretamente com Ubuntu, sem ter de os modificar. De um lado estará a Meizu, de outro a bq espanhola.

ubuntu meizu

Há que destacar o trabalho que a bq realiza nos últimos tempos, com um crescimento impressionante demonstrativo da qualidade das suas apostas. Dos livros eletrónicos aos tablets, seguido dos smartphones , até agora com vários projetos e produtos interessantes, como impressoras 3D, kits de robótica e os novos smartphones com Ubuntu.

Ainda que não se saibam as condições do acordo que uniu a Meizu e a bq com a Canonical, é possível que ao longo do ano mais empresas se unam na criação e desenvolvimento de smartphones com Ubuntu de série. De  momento, com a Meizu, a entrada no mercado chinês está assegurada pela porta grande, bem como a bq na Europa e na América Latina.

Junto a estes fabricantes, a Canonical chegou a acordo com inúmeras operadoras por todo o mundo, pelo que a distribuição  dos terminais não parece suscitar problemas de acesso aos smartphones e tablets que surjam, o que será muito mais simples do que se forem livres.

Por agora, a experiência dos assistentes da MWC 2014 com alguns protótipos de smartphones e tablets, está ser bastante positiva, indicando a melhoria da interface e inclusão de mais serviços.  Agora, resta aguardar que os fabricantes nos digam quando e por quanto.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor