Meetup.com recusa pagamento de resgate a cibercriminosos

Segurança

A rede social Meetup.com está em guerra declarada com um grupo de criminosos cibernéticos que exige um resgate de 300 dólares pelo cancelamento do ataque informático que há já quatro dias tem mantido o site offline. A plataforma, disse o diretor executivo Scott Heiferman à Reuters, voltou a ficar operacional no final do dia de

A rede social Meetup.com está em guerra declarada com um grupo de criminosos cibernéticos que exige um resgate de 300 dólares pelo cancelamento do ataque informático que há já quatro dias tem mantido o site offline.

hacking (1)

A plataforma, disse o diretor executivo Scott Heiferman à Reuters, voltou a ficar operacional no final do dia de ontem, mas ainda estava sob ciberataques.

A empresa diz recusar-se a fazer qualquer pagamento, pois ao fazê-lo os criminosos exigirão ainda mais dinheiro.

O CEO diz que não sabe até quando a empresa conseguirá manter o site operacional e seguro, tendo em conta a constância das investidas informáticas. “É um jogo do gato e do rato”, diz Heiferman.

Um blogue da Meetup comunicava que a empresa havia sido alvo de um ataque de Negação de Serviço Distribuída, que incapacita os websites e força-os a ficarem offline através de opressão por tráfego excessivo. A publicação dizia que nenhuma informação pessoal, nem mesmo dados relativos a cartões de crédito, foram atingidos.

“Vamos emergir desta situação bastante mais fortes. E não digo isto como um mero eufemismo, mas digo-o literalmente”, asseverou Heiferman.

O FBI tem estado a averiguar o ataque desde a semana passada, quando o grupo de criminosos informáticos dispôs-se a cancelar o ataque mediante o pagamento de 300 dólares.

Esta investida não tem precedentes nos 12 anos de vida da plataforma online, e o diretor executivo está determinado a manter a recusa do pagamento do resgate, dizendo que a cedência às exigências dos cibercriminosos apenas tornará a empresa um alvo apetecível para futuras investidas.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor