MB WAY: o serviço português de pagamentos mobile

e-Commercee-MarketingMobilidadeSoftware

A empresa SIBS apresenta hoje no e-Show, fórum de Economia Digital, o seu mais recente serviço MB WAY, através do qual os portugueses poderão efetuar pagamentos e transferências instantâneas via smartphone ou tablet. O MB WAY é o refleto do boom da Mobilidade e pretende adaptar os processos de pagamento à consequente hibridização da experiência

A empresa SIBS apresenta hoje no e-Show, fórum de Economia Digital, o seu mais recente serviço MB WAY, através do qual os portugueses poderão efetuar pagamentos e transferências instantâneas via smartphone ou tablet.

MB WAY

O MB WAY é o refleto do boom da Mobilidade e pretende adaptar os processos de pagamento à consequente hibridização da experiência de compra – on store, off store, on the move, online.

Depois de Teresa Mesquita, diretora de gestão de produto da SIBS FORDWARD PAYMENT SOLUTIONS – subsidiária da SIBS direcionada para a área dos pagamentos eletrónicos – ter reiterado o papel reformulador das TI na indústria do comércio.

Nos dias correntes, o consumidor pode efetuar compras mesmo quando se encontra dentro da própria loja, procedendo ao respetivo pagamento através de um tablet ou smartphone.

Teresa Mesquita disse também que os pagamentos online são um derivado direto da crescente e cada vez mais sólida economia digital, acrescentando que os portugueses, de acordo com um estudo ao consumidor realizado em parceira com a Datamonitor, quando se encontram perante a escolha do pagamento, dão primazia, decrescentemente, ao conforto, à segurança e à conveniência.

Estas tendências, apesar de se assemelharem às registadas na Europa, não deixam de apresentar discrepâncias. Ao passo que os portugueses dão prioridade à segurança do pagamento em detrimento da conveniência, a população europeia em geral considera que primeiro vem a conveniência, seguida, então, pela segurança.

O MB WAY possibilita que o utilizador efetue uma compra ou uma transferência instantânea mediante a mera introdução do número de telemóvel ou do endereço de correio eletrónico num smartphone ou num tablet. A segurança deste serviço é salvaguardada, visto que o consumidor não tem que partilhar os seus dados bancários com o comerciante nem com o destinatário da transferência. Para que qualquer uma das operações possa ser concretizada, o utilizador tem que as autenticar com a introdução de um código PIN, e limitar o montante máximo diário.

O destinatário da transferência instantânea só poderá ter acesso ao dinheiro se estiver na posse de uma conta bancária associada ao MB WAY.

De acordo com a SIBS, o novo serviço é facilmente integrado nos sistemas que os comerciantes hoje utilizam.

O projeto-piloto começará ainda em outubro, e será estendido, progressivamente, aos clientes das entidades bancárias aderentes através de convite.

O serviço MB WAY deverá ser introduzido no mercado de massas em abril do próximo ano, e – pelo menos numa fase inicial – estará disponível para os sistemas operativos Android e iOS.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor