Mattel reinventa ThingMaker como impressora 3D para crianças

Inovação
1 0 1 Comentário

As impressoras 3D mal chegaram aos consumidores e a Mattel já está a pensar em levá-las até às crianças. É o que a gigante pretende fazer com uma reinvenção de um velho brinquedo, o ThingMaker, que data da década de sessenta do século passado. A Autodesk é uma das parceiras.

O ThingMaker 3D foi apresentado pela Mattel na feira de brinquedos de Nova Iorque, que decorre até terça-feira. A grande surpresa deste estúdio de impressão 3D para miúdos é o preço: cerca de 300 euros, muito mais barato que qualquer impressora portátil do género.

Na versão original, o ThingMaker permitia às crianças derramar plástico líquido em moldes para fazerem as suas próprias figuras ao aquecerem no forno. Agora, a versão reinventada traz software Autodesk que permite às crianças (ou aos pais) criarem os novos brinquedos a partir do tablet ou smartphone, e transmitir o design à impressora via wireless.

A aplicação ThingMaker 3D está já disponível na App Store da Apple e na Google Play para Android, com designs básicos pré-instalados – desde anéis e colares a esqueletos e escorpiões. Os brinquedos podem ser personalizados com a escolha de cores e características. A impressora é do tamanho de um microondas e o uso é recomendado a partir dos três anos de idade.

De acordo com o Gizmodo, a Mattel planeia lançar diferentes materiais que podem ser imprimidos no ThingMaker 3D. Esta impressora vai para as lojas no outono e uma pré-reserva pode ser feita a partir de segunda-feira, na loja online Amazon.

Esta é uma jogada ambiciosa da Mattel, que no ano passado também recuperou uma antiga glória com nova roupagem: fez uma parceria com a Google para lançar o ViewMaster em realidade virtual, usando o modelo do Google Cardboard.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor