MasterCard pretende aprovar transações através de reconhecimento facial

InovaçãoMobilidadeSmartphones

Em breve, a MasterCard testará um novo programa que permite efetuar pagamentos móveis através do reconhecimento facial.

Atualmente, é pedido ao cliente um código de segurança para que este possa concluir a sua compra, tal previne o possível roubo do número do cartão de crédito via Internet. No entanto, é fácil esquecer, perder e, até, intercetar uma password, pelo que os bancos pretendem implementar um sistema semelhante ao que é utilizado pela Apple, que utiliza a segurança biométrica para reconhecer a identidade da pessoa.

Assim, a MasterCard lançará um programa-piloto que utiliza impressões digitais, bem como reconhecimento facial, sendo que será testado por 500 consumidores. Caso a tecnologia seja bem-sucedida, será imediatamente implementada.

A MasterCard associou-se a várias entidades destinadas ao mercado de sarmtphones, nomeadamente, a Apple, BlackBerry, Google, Microsoft e Samsung. A companhia de cartões de crédito está, neste momento, em negociações com dois bancos de renome, pelo que ainda não pode divulgar quais os clientes que usufruirão deste serviço.

Esta funcionalidade da MasterCard funcionará através da instalação de uma aplicação no telemóvel. Seguidamente, o utilizador poderá escolher entre usar as suas impressões digitais ou o reconhecimento facial. Se optar pela última opção, o utilizador terá apenas de olhar para o ecrã do seu smartphone e piscar os olhos uma única vez, procedendo-se, deste modo, ao pagamento do produto.

Enquanto que as impressões digitais criarão um código que será memorizado pelo equipamento, o reconhecimento facial fará uma impressão do rosto do utilizador e convertê-lo-á num sistema de números, posteriormente transmitido da Internet para o MasterCard. A informação será, assim, transmitida de forma segura e permanecerá na base de dados da companhia.

A inovação traz algum descontentamento aos especialistas em segurança cibernética, pelo que estes defendem que os dados dos clientes devem ficar igualmente armazenados nos telemóveis, na medida em que é mais fácil aceder a informação se esta estiver guardada num só local.

Em simultâneo com esta tecnologia estão também a ser concebidos outros projetos como o reconhecimento vocal, sendo que o cliente poderá aprovar a transação de uma operação proferindo algumas palavras. Em colaboração com a firma Nymi, a MasterCard tem desenvolvido outra tecnologia que utiliza o reconhecimento dos batimentos cardíacos para realizar transações.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor