Malware que mostra vídeos pornográficos encontrado em jogos na Google Play

Segurança

Se antes os cibercriminosos tinham como alvo as empresas, os hospitais e as instituições governamentais, hoje também têm as aplicações e jogos destinados a crianças debaixo de olho.

Se antes os cibercriminosos tinham como alvo as empresas, os hospitais e as instituições governamentais, hoje também têm as aplicações e jogos destinados a crianças debaixo de olho.

Os investigadores da Check Point revelaram um novo código malicioso na Google Play Store que se esconde em cerca de 60 jogos, muitas das quais têm como público alvo as crianças. Segundo os dados da loja de aplicações da Google, estas aplicações já foram descarregadas entre três milhões a sete milhões de vezes.

O ‘AdultSwine’, assim se chama este malware, aparece de três maneiras distintas. Uma delas é através de anúncios da web que, por norma, apresentam conteúdo inapropriado ou pornográfico; uma outra maneira é através da tentativa de levar o utilizador a instalar aplicações de segurança falsas; por fim, induz os utilizadores a registarem serviços premium. Explica a Check Point que este código malicioso também abre a porta para outros ataques, como o roubo de credenciais do utilizador.

Depois da aplicação maliciosa ser instalada no dispositivo, espera para que o utilizador ligue o dispositivo ou desbloqueie o ecrã para iniciar o ataque. Depois, o atacante escolhe qual das opções mencionadas vai utilizar e mostra o conteúdo no ecrã.

A Check Point avisa que estas aplicações, infetadas com o malware em questão, causam problemas emocionais e financeiras. É provável que aplicações a correr o ‘AdultSwine’ ou códigos maliciosos semelhantes continuem a ser utilizados. O conselho da empresa de segurança é que os utilizadores tenham um cuidado extra quando instalam uma aplicação, particularmente as que são usadas por crianças.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor